sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Senhor Presidente senhoras e senhores Deputados,

Fraque despido

A lei que queremos é singela: abrir a todas as pessoas adultas a possibilidade de contrair casamento civil, se for essa a sua vontade comum - sem discriminações. A sua aprovação honrará este Parlamento.

Por isso peço, senhores deputados, a aprovação da proposta de lei do Governo. Em nome da igualdade perante a lei. Em nome do respeito pela liberdade pessoal. Em nome da felicidade e da justiça. Em nome da sociedade aberta e humanista que pretendemos ser e que assume a eterna e nobre ambição de nunca desistir de se tornar uma sociedade melhor.

Palavras chave:
liberdade, igualdade, discriminação, humanismo, felicidade, mudança, direitos, opção, vida, crença, dignidade, reparação, sofrimento, tolerância, escrúpulo.
LNT
[0.017/2010]

4 comentários:

maloud disse...

Esta manhã "fui muito feliz aqui".

GJ disse...

Casamento civil diz bem, razão pela qual é uma conquista democrática. Razão também pela qual é uma questão de liberdade pessoal. Razão também pela qual as apreciações de teor religioso não têm lugar.

Daniel Santos disse...

faltou a igualdade na adopção.

Luis Novaes Tito disse...

Não faltou nada, Daniel.
Não era isso que estava em questão.