quinta-feira, 11 de março de 2010

Madrid - Combóio



M02 - Selo
Os cobardes saíram à rua há seis anos para pararem a vida de milhares de inocentes que, não sabendo da sua cobardia, sentiram na pele os caminhos trilhados pela paranóia e pela ignomínia dos traidores da humanidade.

Nós não os esquecemos.

Nem aos ignóbeis nem às suas vítimas que podíamos ter sido nós, que o podemos ser um destes dias.

Basta, hijos de puta!
LNT
[0.096/2010]

5 comentários:

odete pinto disse...

Não esqueceremos jamais.
Espero que os espanhóis também não esqueçam as atitudes del pequeñito Aznar.

mdsol disse...

Bem recordado.

:)

Delirius disse...

Arrepiei-me Luís.
Arrepiei-me ao recordar das imagens, do que "apenas" vi na TV, do que me lembro de ter sentido quando as imagens começaram a aparecer!...
Lembro-me das lágrimas, do espanto, da surpresa de tamanha crueldade sobre tantos inocentes!
Lembro-me da raiva que nos alimentou naquela altura...
Lembro-me de tentar imaginar o sofrimento, principalmente o psicológico de tantos milhares de pessoas, e não conseguir!
É claro que não se pode esquecer jamais crimes que não têm perdão!
Bem hajas por não deixares morrer estas memórias!
Deixo-te um abraço!

maloud disse...

Não têm perdão.

Kruzes Kanhoto disse...

Nem àqueles que não se cansam de arranjar justificações para estes actos cobardes!