terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

As mazelas

Leão pataA carga que os listados desferiram ontem na PSP está ainda por explicar. Adultos, jovens e crianças em fúria, possivelmente perfumados com o jasmim da moda, como não conseguiam expulsar os diabos que os incomodavam, atiraram-se à polícia como gato a bofe e espatifaram o lote mais colorido das cadeiras que só eles sabem porque usam, em vez de ficarem em casa.

O leão assarapantado com tais desacatos já pediu à direcção cessante e à outra que ainda não se conhece mas que também há-de cessar, que abra um inquérito para apurar os factos. O bicho tem as patas cheias de picos. Não há quem lhos tire e, como o que se passa dentro das quatro linhas não interessa nada porque nada de interesse lá se passa, abriu a caça ao chui, desporto em moda no Magreb e nos raianos, em tempos memoráveis, confiscados aos sarracenos.

Como dizia um alarve que ontem foi caçado pelas câmaras da TV, os "ranhosos" não interessam nada. Hão-de ser sempre "ranhosos", o que constitui uma espécie de afirmação indexada à outra máxima da semana: - para se ser educado não basta ser rico.

O que isto está mesmo a precisar é que o Bundestag tome conta da praia e biqueire com a bota cardada o cu da Europa.

Hoje somos todos lagartos. Velada no Camões. Cuidem dos felinos. Libertem os prisioneiros, já!
LNT
[0.056/2011]

3 comentários:

Utópico disse...

Apesar de ser Sportinguista, e de condenar as cenas que se passaram ontem em Alvalade, não me lembro de ter visto nas imagens televisivas, nulheres e crianças a arrancarem cadeiras e a atirarem-nas à polícia, bem como toda uma outra série de objectos.

Depois aparecem sempre uns coitadinhos a dizerem na televisão que levaram porrada e que não percebem por quê, pois estavam sentadinhos a ler um livro de poesia.

Até parece que a Juve, os Diabos Vermelhos e os Super Dragões são uns meninos de coro que vão todos os fins de semana à missa anter de irem para o Estádio.

Anónimo disse...

Pois cá para mim, estavam a prestar um enorme serviço ao País.....!
Estavam a "trabalhar", para a retirada,ou então a demantelar,se quiserem, da "retrete" de Alvalade!
Uma vergonha, já nem deixam as pessoas trabalharem!!!L.R.

Luis Novaes Tito disse...

Utópico
Não presenciei a cena. Como poderá imaginar não fui ao campo de batalha e, por sistema, não vou ao futebol.
Mas vi as imagens e ouvi os comentários, alguns daquela rapaziada esperta que dizia que a polícia tinha carregado sobre homens, mulheres e crianças, inofensivas, claro, como aquele alarve que se vê a saltar uns quantos degraus de pés em riste para acertar nas costas de um polícia. Por isso a menção no texto.
De resto deixe que lhe diga que partilho consigo todas as reservas sobre esses bandos que fazem do futebol a porcaria que aí está.