quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Ganhar-tempo

Brent LynchDe todas as expressões parvas, a mais parva e esbanjadora de todas (a seguir ao vale-o-que-vale, e à sociedade-civil), é a de ganhar-tempo.

Ganhar-tempo é uma aberração porque o tempo perde-se com a mesma lógica que cada segundo passado é menos um segundo para a morte.

Normalmente a expressão ganhar-tempo não é mais do que perder tempo e só serve para empatar.

Qualquer coisa do género:
"Meus caros, o trabalho está a apertar. Vamos dilatar o prazo para ganharmos tempo e podermos fazer isto mais descansados", ou
"enquanto os gajos não desembarcarem na Portela vamos ganhando tempo".
LNT
[0.059/2011]

5 comentários:

folha seca disse...

Caro Luis
Acho melhor aquela expressão: "enquanto o pau vai e vem, folgam as costas". Sim porque vamos levar umas pauladas a sério...por enquanto são só cócegas...

mdsol disse...

Excelente.

:)))

Luis Novaes Tito disse...

Folha Seca,
Essa expressão (a do pau) não é parva. É que mesmo folgadas já sabemos à partida que é só entre o vai e vem.

Luis Novaes Tito disse...

Obr. MdSol

Micael Sousa disse...

Nem mais, está na altura de concretizar a expressão de modo não empatar e efectivamente concretizar. Pois quanto mais cedo fizermos (bem) algo, mais cedo teremos para iniciar outra boa realização!! Isso sim, parece-me saber "ganhar tempo""