segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

What's up, Doc?

Bugs BunnyPedro Passos Coelho esteve em silêncio durante uns dias. Consequência: O PSD subiu nas sondagens. É sempre assim quando PPC fica calado.

Mas PPC, que segundo alguns comentadores políticos está em fase de aprendizagem (sem nunca dizerem de quê e para quê), detesta ver o seu Partido com pretensões a chegar ao poder com maioria absoluta e voltou a falar para reconhecer as suas limitações.

Dizia ele, se bem ouvi, que limitar o vencimento dos gestores públicos ao ordenado do Presidente da República *, era promover o clientelismo e a incompetência porque os melhores recusariam assumir lugares nas empresas públicas.

Estando ele na corrida para ser Primeiro-Ministro, que ganha menos que o Presidente da República, ficamos esclarecidos sobre a sua competência, não é?

* O actual Presidente da República, tendo sido obrigado a optar entre o vencimento do cargo ou as suas reformas, optou pelas reformas por elas serem superiores ao vencimento de Presidente da República.
Fica a lembrança só para se ter uma ideia da espoliação feita aos contribuintes a favor do pagamento de pensões vitalícias superiores ao vencimento do mais elevado cargo do Estado.
Há que nascer duas vezes...

LNT
[0.072/2011]

4 comentários:

mdsol disse...

Gostei de ver a imagem da cara laroca que acompanhou as palavras "promover o clientelismo e a incompetência porque ..." numa das peças televisivas que vi... Quem era, quem era...

:)))

Luis Novaes Tito disse...

quem era?

Utópico disse...

Abrir a boca para quê??

Para isto??

http://utopiarealista.blogspot.com/2011/02/politica-aos-sss.html

Daniel Santos disse...

Muito bem!