segunda-feira, 16 de maio de 2011

The last waltz of Strauss

BoteroPela boca morre o peixe.

Desde o caso da nódoa no vestido de Lewinsky que os Estados-Unidos não perdoam os ímpetos dos poderosos que ensaiam (ou realizam) a submissão. Mesmo o FMI, habituado a pôr Países de joelhos, não está acima da lei quando se aventura a fazê-lo aos cidadãos em privado.

Assim se resume o último fait-divers que pôs o Mundo a falar de coisas realmente importantes, em vez de se perder com pentelhos.

É bem possível que a França, terra onde as cabeças que mandam não estão acima dos ombros, tenha acabado de perder um bom rival contra a dupla Nicolas/Bruna.

Consta que em Nova Iorque foi dançada a última valsa de Strauss.

Chamasse-se ele Gardel e tudo lhe seria perdoado.
LNT
[0.170/2011]

6 comentários:

fatbot disse...

Muito bem escrito!!! Escrita alternativa!!! No melhor pano ( ou talvez não) cai a nódoa!!!
A ver vamos como diz o cego!!! Um abraço e um até SEMPRE

Rita Maria disse...

Para o caso de se ter enganado mesmo e nao ser uma metáfora bem esgalhada, valsa é waltz.

Rita Maria disse...

(depois pode apagar o comentário, claro)

Luis Novaes Tito disse...

Foi mesmo um erro(indesculpável).

Agradecido à Maria Rita, já fiz a correcção.
Abr.

Anónimo disse...

Strauss-Kahn não teve meias medidas e atacou a empregada da limpeza do hotel. Será que houve falha no serviço de escorts na terra do tio Sam? Os hotéis do nível do SOFITEL, têm incluído serviço de noite como deve ser. Só podem ter prometido ao Sr Ex FMI, alguma febra de primeira e à última hora, houve falha grave. Então com os ditos em brasa teve que recorrer a serviços de última hora. MAS ALGUÉM ACREDITA NISTO????
Só mesmo otários acreditam. Os americanos queriam ver-se livre dele e vai daí pregaram-lha.

PS. Publique se quizer LNT, ou então deite para o lixo, como já fez a anteriores comentários.
Boa tarde

Anónimo disse...

Obrigado por ter publicado o post anónimo. Um abraço democrático para o Luis Novaes Tito