quinta-feira, 21 de julho de 2011

Ao Pote, ao pote, pela terra e pelo mar

Cow ParadeNo caminho para o céu, ceo, ou lá o tacho que é, os currículos (principalmente na última linha) são boa passagem para a outra margem, como dizia o cantor.

Por onde andarão os meninos que contabilizavam as nomeações dos motoristas do Governo anterior?

Quê, agora devido às funções para que foram nomeados, já não têm tempo para Blogs? Quê, é só o Macário Correia que acha que um cinzeiro é uma espécie de linguado mal amanhado feito numa portagem da Via do Infante?

Como dizia o meu querido amigo Augusto Bobela Mota: - há por aí gente que tem mais lugares do que um autocarro da Carris.

Actualmente é administrador executivo da CUF, da SEC, da José de Mello Saúde, da EFACEC Capital, da Comitur Imobiliária e administrador (não executivo) da Reditus, da Brisa e da Quimigal, presidente do Conselho Geral da OPEX, membro do Conselho Nacional da CMVM, vice-presidente do Conselho Consultivo do Banif Investment Bank, membro do Conselho Consultivo da Associação Portuguesa para o Desenvolvimento das Comunicações e vogal da Direcção do IPRI.
É membro do Conselho Nacional do PSD, desde 2010
.
LNT
[0.294/2011]

4 comentários:

luis reis disse...

Então o Sr. não sabe?Olhe o Nogueira Leite ( o gelatina), vai para vice da CGD!!!Maravilha e o Mira, outro que por lá passou,e com reforma, esse, quer mais 500 milhões...senão nada feito pá!
E ainda esta Merda só tem um mês!
Como dizia o Maradona:"que los chupem"...a toda a canalha que votou neles.

greentea disse...

é por isso que nem se fala da redução da Despesa...
apenas se pedem mais e mais sacrificios (sempre aos mesmos!)

S. Bagonha disse...

E foi ao Pote, claro, que isto de andara fazer fretes ao Passos tinha de ser muiiiiito bem pago.

Luis Novaes Tito disse...

Dizem os defensores que isto não tem nada a ver com Boy’s.

Dizem que é uma questão de currículo, o que não ponho em questão mas não posso de levantar a questão de que é humanamente impossível desempenhar tantos lugares em simultâneo. Pelo menos se eles significarem o trabalho que teoricamente devem significar. Agora se for só para assinar um ou outro papel...

De resto, o lugar para onde vai agora, até pode ser muito bem executado e ele ter todas as condições técnicas para o desempenhar (tem certamente) mas é a última linha do currículo que está no texto que lhe valeu o lugar.

Adelante, como diziam os colombianos...