quarta-feira, 14 de setembro de 2011

PEC n

Luta de lamaNo início deste ano da graça de 2011 Pedro Passos Coelho, Paulo Portas e Aníbal Cavaco Silva fizeram saber que apoiavam os portugueses que estavam atafulhados de impostos e que, uns agindo directamente e outro por portas-travesssas, não iriam aceitar que fossem exigidos mais sacrifícios.
Jerónimo e Francisco também concordaram.

Quando Sócrates e o seu Governo anunciaram que teriam de deitar mão a um PEC IV, pacote que lhes bastaria para endireitar a nossa flácida economia, o trio (+ os outros dois) descabelou-se, bateu com o pé no chão, comunicou que as medidas estavam para lá do máximo razoável e criaram todas as condições para que a crise política obrigasse a recorrer ao peditório internacional.

As medidas que nos foram impostas passaram a ser muito mais gravosas do que as que se pretendiam com o PEC IV mas passou a haver dinheiro em barda para se desfazerem dos engulhos dos BPN’s, submarinos, Madeiras e Comp.ª e criar condições óptimas para que as políticas de direita pudessem ser implementadas à sombra dos compromissos assumidos com o credor externo.

Os troikos impuseram um PEC mais gravoso do que o de Sócrates, porque nele estava contido mais mel exigido pela clientela sedenta de chegar ao pote. Já no decurso da campanha, apercebendo-se de que o pote estava à mão de semear, os ansiosos por lhe deitarem a mão faziam saber que queriam mais, mais além da troika, e os eleitores satisfizeram-lhes a vontade.

Mas eles são insaciáveis. Aquilo que para uns era um pote meio-cheio, para os outros passou a ser um pote meio-vazio e, assim que estes últimos mergulharam no mel, trataram de fazer com que ele transbordasse.

Agora vale um novo PEC. O IV, V, VI, sei lá, já se perdeu a conta, e para 2012 prevê-se que a fúria do arrebanho leve à exaustão dos fornecedores do mel.
Oxalá o pote não lhes rebente nas mãos.
LNT
[0.376/2011]

2 comentários:

David J. Pereira disse...

Boas!

Devo dizer que gosto imenso deste blogue!

Podem adicionar os meus aos vossos links? Eu prometo que retribuo :p

http://davidjosepereira.blogspot.com/

Saudosos cumprimentos!

الرجل ذبح بعضهم البعض ولكن الخيول باهظة الثمن disse...

Bom ponto 1 ...a maior parte da despesa são salários e pensões

aumentados em 6 anos socratistas
a (1,03)elevado a 6= 1,19 ou seja quase 19% em compostos

sobre a base de 2003

já aumentados anteriormente durante o guterrismo santanismo cavaquismo

agora ou extinguem institutos e pagam indemnizantes a 20 mil gajos

ou mudam a lei

ou volta-se para o escudo e equilibram-se as contas
desvalorizando 80 ou 90%

nã sêi quanto ganhais ó pessoa que passa férias em cacela

mas 1300 euros 260 contos
desvalorizados em 80%
dá 260 euros

é claro podemos só cair 40 ou 50%

se foi vocemecê que me alimpou os figos em cacela bom proveito...

de qualquer modo só os moldavos os apanham

soluções...acho que não há

é ir arrastando até ós mai velhos irem morrendo
200 mil a uma média de 35000 de pensão dá

7mil milhõoes

e faltam os outros 2 milhões

eu por mim juro que deixo de chular o subsídio de desemprego pó mês que vem

é só encontrar um que dê 60% do subsídio

até sou capaz daceitar 50 que isto de nã fazer nada engorda

eódespois não chego à reforma

e a minha se houver vai ser uns 1000 e quinhentolas abaixo dos que se reformam hoy

e se for em escudos
fico como o meu abuelito
antes da harmonização das pensões do Cavaca das Caldas