segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

O que é feito dos blogs?

BlogsMauro Gonçalves deixa no Público a questão:
O que é feito dos blogs?

Desenvolve o seu texto de Blog numa coluna de jornal, cita quatro ou cinco bloggers entre milhares, deixa a ideia de que as "redes sociais" ajudaram a retirar aos blogs a sua função (plataformas emergentes, com destaque para o FaceBook e para o Twitter, trouxeram novas propostas de socialização) e diferencia os comentadores Web, p.e. do FaceBook, citando Paulo Ferrero:
"enquanto no FaceBook, todos os intervenientes "dão a cara", no blogue os comentários anónimos dão azo a alguns "abusos".

Sem discussão.
Ferrero deveria saber que, muitos dos que dão a cara no FaceBook têm identificações falsas, logo são tão anónimos como os dos blogs;
as plataformas emergentes não são concorrentes com os Blogs, mas sim complementos, extensões e formas de divulgação dos textos dos Blogs; e,
finalmente, os bloggers continuam a estar de boa saúde (pelo menos os que não morreram) e muitos deles deixaram de escrever porque já atingiram os seus objectivos, isto é, passaram a ganhar dinheiro com aquilo que antes forneciam gratuitamente.

De resto, - o que é feito dos Blogs? – é bem visível.
Eles andam por aí, continuam a ser influentes e, ao contrário de muita outra comunicação publicada, continuam a ter aumentos "simpáticos" de leitores e aderentes.
LNT
[0.018/2012]

11 comentários:

Jonas disse...

A morte dos Blogs é cíclica e perpétua. Eu tenho acesso aos números que confirmam a sua última afirmação :)

Vivos, de saúde, e recomendam-se :)

George Sand disse...

Cá estamos. Sempre a blogar!

mdsol disse...

:))

Manel disse...

http://blog-do-manel.blogspot.com/2011/12/desejo-um-bom-ano-2012.html

Concordo com o barbeiro.
Na verdade até houve um blogger que passou a trabalhar para um ministro do actual governo. Uma corrida de estrema a estrema que valeu um tachito. Para isso bastou ajudar a por abaixo o Sócas. Outros não tiveram tal sorte.
Os blogs continuarão a ter o seu lugar.

Ana Cristina Leonardo disse...

há malta que quando não tem assunto, inventa. o que dá, na maioria dos casos, que andem sempre a reinventar a roda

Luis Novaes Tito disse...

o que a malta faz é encher chouriços. As páginas dos jornais estão cheios deles.

jagga nathan кешин disse...

tal como os sms que convocam reuniões relâmpago

os blogs convocam boi cotas a boy cot's variados

é a propagação dos memes por afinidade

dantes demorava dias a fazer linchamentos ou autos-de-fé

agora pode-se queimar em efígie em alguns minutos o que quer que seja

jagga nathan кешин disse...

Ana Cristina Leonardo disse...

há malta que quando não tem assunto,repete sempre a mesma cassete...mas com uma fotografia diferente ou com um texto afrancesado

racionalidade nos blogs tal como nos jornais é zero...

no dia seguinte quem se lembra do que leu?

é a estupidificação das élites
(é apressar a taxa de estu...)

Maria de Fátima disse...

quem assim pensa, e diz, não teve um blog e menos ainda dois ou três
não sabe
simplesmnete, não sabe, e disso que compare o que não é comparável
o blog é o blog - o nosso blog com funções e finalidades muito nossas... outra é a "rede" que como o nome indica é isso mesmo e nada mais do que contactos, como eu digo: "deixa ver o que vai por ali! olha que engraçado se muita gente soubesse disto que veio num mail...vai para o FACE! ou olá que engraçado este meu amigo (este do peito que conheço desde pequenino) gosta de colocar fotos desse tempo..." tem lá alguma coisa que se compare uma ferramenta e outra?!!

Joana Lopes disse...

Nem mais, Luís.
No meu caso, o Facebook só veio dar mais vida ao blogue. É, de longe, a minha maior fonte de acessos.
Duas notas:
1-«Alimento» um intercâmbio Blogue/Facebook porque tenho muitos leitores que só chegam ao 1º através do 2º e outros que têm um ódio visceral a este último.
2-Gosto muito mais dos comentários no Facebook do que nas catacumbas da blogosfera.

AindaPiorBlog disse...

Olá,
Reparei que o teu blog também estava a competir no concurso Blogs do Ano 2011 e decidi passar por cá para dar uma vista de olhos e desejar boa sorte. Que vença o melhor e que perca o pior.