quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Mais além

Jogo sombrasEnquanto nos deixarem,
iremos sempre mais e mais além.

Além da troika, além do justo, além do necessário.

Iremos mais além,
não para dobrar o Bojador
mas para ir além da dor.

E enquanto nos deixarem,
mataremos os mortos de fome
porque os mortos não devem comer.
Mataremos os doentes velhos
porque os velhos doentes não devem viver.
Mataremos os mais fracos
porque os fracos não têm que sobreviver.

Além da troika, além do justo, além do necessário.

Iremos mais além,
não para dobrar o Bojador
mas para ir além da dor.
LNT
[0.083/2012]

4 comentários:

Anónimo disse...

Gosto.
Posso partilhar no FB?
DNO

Luis Novaes Tito disse...

Claro. Tudo o que aqui se produz é partilhável.

Maria disse...

Amigo Barbeiro
Não o sabia poeta e, gostei da poesia.
Este Bojador está difícil de dobrar. O que estará para lá dele?
Um abraço
Maria

Luis Novaes Tito disse...

Maria,
Faz-se pela vida :)
Resta-nos a poesia embora nem sempre a possamos esrever.
Abraço

Nota: A dor só se justifica para passar o Bojador, mas dizem-nos todos os dias que o Bojador está cada vez mais difícil de dobrar e que só nos resta a dor. A esperança morreu de morte matada.