terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Pieguices

Canos de armaUm pai chega a casa e diz à família:

Devemos persistir e exigir.
Depois da vossa mãe ter falido e de lhe terem retirado o subsídio de desemprego tiveram de sair da escola onde andavam e deixámos de poder pagar aquelas pequenas coisas que nos iam mantendo o sorriso.
Nada de grave, não sejam piegas! Continuámos a ter sopa, casa e roupa lavada.

Hoje a minha empresa informou que não consegue pagar o salário pelo terceiro mês consecutivo.
Não quero ser piegas mas acabou-se a sopa, entreguei a casa e não há mais detergente para a roupa.
Custe o que vos custar, aguentem-se, não sejam piegas!

Dito isto meteu o revólver na boca e puxou o gatilho.
LNT
[0.097/2012]

3 comentários:

Anónimo disse...

Eles continuam a aquecer a água sem afrouxar a tampa da panela.

Luis Novaes Tito disse...

A panela de pressão vai acabar por lhes estoirar na cara.

Maria disse...

Esperemos que não rebente na nossa cara.
Maria