segunda-feira, 2 de abril de 2012

A golpada de Marcelo

CorrenteAquilo a que Marcelo ontem chamou de golpada no PS é uma aflição que consegue pôr quase todos os poderes instituídos em sobressalto. A grande golpada de Seguro, como disse Marcelo, é atribuir o poder de escolha dos representantes do PS – Assembleia da República e órgãos autárquicos – aos militantes do Partido Socialista.

Seguro vai assim cumprindo o seu caminho sem fraquejar. Comprometeu-se a rever os estatutos do mais democrático de todos os Partidos portugueses, tornando-o ainda mais democrático e transparente, e isso fez-se nos prazos estabelecidos na moção aprovada no último Congresso Nacional. Como retirou a arbitrariedade às cúpulas partidárias e atribuiu a faculdade de concurso e selecção dos candidatos do Partido Político por método eleitoral (universal e secreto) vai por aí um “aqui d’el rei” que só visto e aqueles que hoje ocupam esses lugares sem nunca se terem sujeitado ao sufrágio dos seus pares, muitos deles nem sequer estão no PS há meia dúzia de anos e outros nunca se fizeram votar nas Secções, sentem-se incomodados.

A lição é para toda a cadeia política, seja ela a que se baseia na perpetuação das lideranças, seja a dos comités centrais, ou seja a dos baronatos. O PS dá, uma vez mais, o mote da democracia.

Obrigado António José.
LNT
[0.188/2012]

4 comentários:

C.C. disse...

Muito bem se assim é.

Maria disse...

Gostei de ouvir o António José Seguro.
Foi sereno, acusador sem más educações, sincero.
Espero que assim continue.
Maria

Carlos Alberto disse...

Não apoiei o AJS para SG do PS. Mas não dou para o peditório das virgens ofendidas que saem a terreiro aqui na FD do Porto. Só queria lembrar que na FD do Porto, o candidato derrotado, com 45% dos votos, viu serem afastados das listas de candidatos a deputados, todos aqueles que o apoiaram. O José Ribeiro de Valongo foi disso vítima.

Luis Novaes Tito disse...

Carlos Alberto,
Por aquilo que sei, esse problema ficará resolvido com os novos Estatutos.
Com a votação das listas e o funcionamento do método de Hondt as listas teriam sido constituídas em proporcionalidade.