segunda-feira, 14 de maio de 2012

Janelas de oportunidade

Corte cabeloCom esta coisa do Livro das Caras e este escrever aqui e ali vou-me esquecendo de ser actual nesta Barbearia.

O Blog até nem é mais difícil do que o Livro das Caras (isto sou eu a fazer de tradutor, coisa que está muito em voga entre bloguistas) e até tem a vantagem de atirar para as redes sociais o que aqui se comenta mas, em boa verdade sendo um caderno diário, deveria ser a matriz do barbeiro. Queiram desculpar estes lapsos mas, como pelo FB parece mais directo e menos exigente, estas coisas às vezes acontecem.

Vem isto a propósito de nada ter referido neste Blog sobre a imaturidade política e o incitamento à ofensa que o nosso actual Primeiro-Ministro anda a fazer ao pagode. Primeiro escaqueirou as portas para que os professores fossem dar aulas para outro lado em vez de lhe estarem a exigir medidas que garantissem que os nossos filhos e netos pudessem ter uma educação decente e agora, perante este incómodo de o tentarmos pôr a pensar sobre soluções para o desemprego, ter aberto, de par em par, as janelas de oportunidade para gente que não tem onde ir buscar comida para os filhos, nem tem banca capaz de apoiar iniciativas.

Resisto a não convidar Passos Coelho a experimentar a sua própria teoria, largando-nos da mão (sempre podia fazer como Durão Barroso), até porque de trabalho ele só entende aquilo para que serve uma muleta como a que Ângelo Gepeto lhe estendeu quando Coelho, já adulto, resolveu passar da inteira inutilidade para a inutilidade com salário. Resisto porque sou respeitador e sei que ele não diz estas alarvidades com a consciência de uma pessoa normal. É só um problema de imaturidade e isso é desculpável tal como seria desculpável que um miúdo de oito anos disparasse uma rajada se um adulto lhe tivesse posto nas mãos uma G3 carregada.

Assim sendo e para cumprir a utilidade do registo em diário, deixo a prosa lavrada.
LNT
[0.261/2012]

3 comentários:

George Sand disse...

Está a acontecer um bocadnho com todos: deixar a escrita, nomeda,ente os blogues,em detrimento das redes sociais. Não pode ser.
Eu vou limitar as idas ao tal estaminé do zuker.

Luis Novaes Tito disse...

Mas estas coisas têm de ser complementares. Os Blogs têm de ser matriz da rede.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Ao Livro das Caras só costumo ir quando recebo mensagens ou para fazer publicidade aos meus posts :-)
Abraço