terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Percepções erradas

No lote das percepções erradas que todos temos há uma para que é preciso estar alerta e que é a de que as Mães são eternas.

Não são, pelo menos em forma material, e por isso tratem-nas bem em vida.

Dito isto ao sétimo dia, a vida continua.
Obrigado a todos pelas vossas mensagens.
LNT
[0.610/2012]

8 comentários:

Maria disse...

Um abraço grande, amigo.
Já perdi a minha há muito e, ainda me faz falta, muita falta. Mas continuo a viver. Até porque seria isso, que Ela queria que fizesse.
Maria

Paulo Cunha Porto disse...

Peço que aceite a expressão das sinceras condolências de quem conheceu Perda Paralela há cerca de três anos.

Janita disse...

Luis.
Essa percepção pode estar, e está, errada, mas como podemos aceitar uma realidade que tanto nos dói?

Assim, pensava também Carlos Drummond de Andrade.
Permite-me, Luis?

"Por que Deus permite
que as mães vão embora?
Mãe não tem limite,
é tempo sem hora,
luz que não se apaga
quando sopra o vento
e a chuva desaba,
veludo escondido
na pele enrugada,
água pura, ar puro,
puro pensamento.

Morrer acontece
com o que é breve e passa
sem deixar vestígio.
Mãe, na sua graça,
é eternidade.
Por que Deus se lembra
- mistério profundo -
de tirá-la um dia?

Fosse eu Rei do Mundo,
baixava uma lei:
Mãe não morre nunca,
Mãe ficará sempre
junto de seu filho
e ele, velho embora,
será pequenino
feito grão de milho."

A vida continua, sim. A minha, também continuou, embora nunca mais fosse a mesma.
Abraço.

mdsol disse...

Um grande abraço.

maria disse...

pois não. mas por aquilo que li abaixo, a sua mãe é uma daquelas pessoas de quem não se pode dizer:"sem ela o mundo ficou mais pobre". Mas antes:"com ela ficou mais rico".

Um abraço

ariel disse...

Grande e sentido abraço.

Ricardo António Alves disse...

O fraco consolo que nos resta é tê-lo feito. Mas fazemos sempre bem em lembrar quem ainda as tem.
De resto, não há mais palavras, por
desajustadas.

addiragram disse...

...e somos sempre os meninos das nossas mães...

Um beijo.