quinta-feira, 18 de Abril de 2013

Briefing

Cupcake Laranja4 – homens – 4 de fatinho escuro, gravatas escuras e explicações escuras, sentaram-se de manhã, frente às câmaras de televisão e tendo por pano de fundo o azul da Europa que segura as estrelas amarelas e o verde e rubro que ostenta a esfera com os castelinhos e as moedas que não temos para reembolso.

Dos 4 – homens – 4 centrei a minha atenção no novo maduro para estudar a pose e tentar entender a missão de que vem incumbido. Julguei estar na fábrica dos pastéis de Belém, tal o cheiro a canela e a açúcar misturado com os aromas que transformam a nata em creme e o folhado em massa quebrada.

Não perdeu um momento nem uma questão para dizer da sua graça e a graça com que o dizia andava sempre à volta de entendimentos inexistentes e de intenções em aberto para fingir que não estavam fechadas as decisões ocultadas.

Eram 4 – homens – 4, 1 - em estreia – 1. Nada de novo tirando a relva.
LNT
[0.060/2013]

3 comentários:

Janita disse...

E a troika lá se foi e tudo ficou na mesma, ou quase, se não fora o briefing! Vamos esperar para ver o que vai acontecer na sétima avaliação!
Esse quarto homem em estreia é o Poiares? Não estou a ver qual seja o maduro...

Parafraseando o lamento de um Zorro...inho:

"Não vale a pena navegar se não tivermos um fim, um rumo ou um porto seguro"(?)

Caramba, Luís, esse seu último parágrafo é um verdadeiro poema.:)

Abraço e obrigada pela força.

Anónimo disse...

Só tenho pena que o Belenenses não vá à final da taça. Quanto ao resto, e se me permite, já nem olfato tenho. Tenho apenas uma amargo de boca que me restringe o pensamento. Não no sentido literal da coisa. Mas também nunca pus em questão o fato de se substituírem os cartuchos dos fiat's depois do arranque...

Luis Novaes Tito disse...

Poiares Maduro é o nome do estreante. Literariamente prefiro retirar o Poiares, dado não ter significado para o que quero expor e identifica-lo só como maduro que, como se sabe, em linguagem popular usada numa barbearia que se preze, quer dizer caloiro.

Quanto ao Belenenses, temos pena, mas ainda assim prefiro ver o Benfica a derrotar os nortenhos a vencer os pasteis.