quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Quase

Manuel AlegreQuase sempre estou de acordo com alguns e quase sempre estou em desacordo com outros. A uns e outros agradeço, sempre, por me proporcionarem a escolha do semelhante ou do diverso.

A todos agradeço, sempre, os mais ou menos ensinamentos que me proporcionam o quase sempre que me faz distinto.

Um dos casos do quase sempre de acordo é Manuel Alegre. A este quase sempre associo o frequentemente, que não é mais frequente porque nem eu pretendo ser igual, nem ele ambiciona que alguém se lhe iguale.

Vem isto a propósito do socialista bom e do socialista mau, sendo que Alegre se considera socialista mau e eu, ao lê-lo, fico-me por ser umas vezes bom e outras mau, quase sempre mais para o mau mas nunca para o socialista mais-ou-menos.
LNT
[0.477/2013]

1 comentário:

Rogerio G. V. Pereira disse...

Fala como mau, vota como bom

e omite o que é o meio tom, "nem peixe-nem carne", o nim, e outras coisas assim...

se percebi bem, sua posição é de grande contradição... li bem?