quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Quotidiano [ I ]

Quotidiano - Afia navalha

Prelúdio


Abre-se a rubrica "Quotidiano" onde se registarão estórias de uma vida de trabalho (e não só), agora que os vínculos laborais estão a caminho de se quebrarem.

Coisa despretensiosa, como todas as outras relacionadas com a arte do escanhoar, coisa de poucas palavras para se poder ler sem perder muito tempo.

Um entretém, mais um desta casa, destinado a garantir a satisfação da ilustre clientela.
LNT
[0.044/2014]

2 comentários:

ccastanho disse...

Já tenho saudades de entrar na barbearia, esperar pela vez, ler o jornal, assistir ás conversas de intriga social, depois sentar-me na cadeira e assistir ao ritual da mudança da toalha,do recorte do jornal para limpar a navalha, do pó de sabão pulverizando o pincel para depois de mergulhado no almofariz de barbeiro me ensaboar a pele,a navalha com mestria afiada destruindo a barba, com a inevitável pergunta:- bem escanhoada?- sim por favor, dizia eu.Depois lá vinha a massagem de pedra "polme" (no dizer do barbeiro)que queimava a pele e sarava os cortes da navalha seguida de uma borrifadela de água de cheiro para o freguês sair bem cheiroso com um misto de fragrância tipo"tabu"misturada com o pó de talco artisticamente escovado no rosto.
Bons tempos.

Luis Novaes Tito disse...

Boa malha. Se não se importar hei-de dar corpo de Post a este comentário.
Adoro os meus clientes bem dispostos.
Deixe ficar, vocênsia, recado de permissão.
Abraço