quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Silly season

No noticeGostaria de actualizar o blog mas tudo quanto se ouve e lê está tão desactualizado que mantenho a bloga no marasmo.

Cavaco continua nas termas, Coelho e Portas continuam a esgravatar no pote, o homem do Banco de Portugal continua em funções, os PS continuam a esperar que da destruição se faça luz, a economia continua à espera e os Conselhos de Ministros Extraordinários continuaram a ser Reuniões de Ministros.

Até o gato que não tenho continua a ter a mania que existe e o Verão que não houve continua a simular que agora é que vai ser.
LNT
[0.308/2014]

5 comentários:

Anónimo disse...

zangam-se as comadres e ... - para quando a responsabilização política ?
-----------------------

Depois da golpada, ...
Em comunicado a candidatura de ... , ... o que se está a passar no processo eleitoral da FAUL sem conseguir superar a situação anormal que se vive e sem esclarecer o seguinte:
1. Ao longo dos últimos anos, quantas vezes na FAUL a vontade política se sobrepôs aos Estatutos e Regulamentos? No número de membros do Secretariado da Federação, na presença de pelo menos um membro de um órgão executivo no órgão jurisdicional da Federação, na superação do número máximo de delegados definido pela Comissão Política da Federação ou na propositura de uma lista para a COC só com apoiantes de uma das candidaturas, sob proposta de quem não tem competência estatutária para tal. Ao vale tudo dos últimos dois anos, sucede-se agora o vale tudo no atual processo eleitoral da FAUL;
2.Fazem-se reuniões da Comissão Política da Federação sem a distribuição da documentação a ser discutida e votada; reúne-se a COC sem Ordem de Trabalhos e sem atas das reuniões e segredam-se aos mais próximos soluções para resolver os problemas processuais que surgem.
3.Numa situação sem precedentes nem paralelo em nenhuma outra federação da dimensão da FAUL, altera-se o rácio de delegados de 25 militantes - 1 delegado para 7/8 militantes -1 delegado. Algo que projectado no plano nacional faria com que um Congresso Nacional tivesse cerca de 11.000 delegados.
4.Não se permite que o representante desta candidatura tenha direito a voto mas para a imprensa diz-se que esteve de acordo com as deliberações;
5.Insiste-se numa desresponsabilização das responsabilidades próprias da atual maioria na FAUL para o plano nacional como se fosse este o responsável pelo buraco financeiro de 1.200.000 euros que constam das contas da FAUL, como se fosse este o responsável por uma gestão da relação com as secções em função das proximidades políticas ou como se tivesse sido por imposição superior que a FAUL concretizou fusões de secções sem ter em conta a vontade dos militantes e das estruturas.
6.Insiste-se em confundir o escrutínio normal numa organização democrática com ataques pessoais ou campanhas negativa.
6.1. numa organização democrática ninguém está acima do escrutínio e da transparência, nem os cargos são ocupados por direito divino, são-no de forma transitória, em espírito de missão e nos limites da lei e da Ética Republicana.

6.2. o dinheiro das secções não é para alimentar uma estrutura federativa que vive acima das suas possibilidades, sem intervenção política relevante para as pessoas e para os territórios no plano supramunicipal e metropolitano;

O Camarada ... tem um percurso político de 25 anos de militância em que sempre assumiu as suas responsabilidades, com coragem, com coerência e com trabalho político concreto para os cidadãos ... .

O que prejudica o PS é alterar as regras em função das conveniências como acontece com o rácio dos delegados para tentar impedir a apresentação de listas alternativas.

O que prejudica o PS é a falta de cultura democrática e o nervosismo de alguns perante o aparecimento de alternativas ao actual marasmo político.

O que prejudica o PS é haver militantes com medo de participar e de dar a cara porque o ambiente político existente é o de penalizar quem não está com alguns dos poderes instituídos na FAUL.

O que prejudica o PS é uma FAUL ausente dos temas políticos importantes para os cidadãos dos 11 municípios, que não faz Política para as Pessoas. É esse o desafio a 5 de Setembro, continuar tudo na mesma ou MUDAR.

...

Está nas mãos e no voto livre e secreto dos militantes escolher:
Continuar tudo na mesma ou MUDAR.

Saudações S.,
... FAUL2014@gmail.com

Janita disse...

Então, Sr. Barbeiro, será que a pasmaceira é tanta que nem o seu SLB lhe dá ânimo para escrever qualquer coisita?
Conte lá como foram as férias...olhe que os fregueses já fazem bicha à porta!!
Quem não tem cão caça com gato (que não há) eheh

Não desanime1 É verdade...agora que passou à categoria de aposentado, deve andar num virote. Passeios e mais passeios!
Deixo-lhe um sorriso e um abraço de amizade.

Janita disse...

Então, Sr. Barbeiro, será que a pasmaceira é tanta que nem o seu SLB lhe dá ânimo para escrever qualquer coisita?
Conte lá como foram as férias...olhe que os fregueses já fazem bicha à porta!!
Quem não tem cão caça com gato (que não há) eheh

Não desanime1 É verdade...agora que passou à categoria de aposentado, deve andar num virote. Passeios e mais passeios!
Deixo-lhe um sorriso e um abraço de amizade.

Luis Novaes Tito disse...

É mesmo uma roda viva. Nunca pensei que não ter de ir trabalhar desse tanto trabalho. O tempo mal chega para o muito que tenho a fazer e isto de escrever vai ter de esperar.

Abraço amigo.

Janita disse...

Estou a ver que a tal candidatura a candidato sempre foi para valer!?!
Isso deve dar mesmo uma grande trabalheira...
Desejo-lhe boa sorte!:)

Um abraço.