quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Nevoeiro

PeixesA crise que estamos a viver será sempre menor do que aquela que os nossos filhos viverão se não formos capazes de substituir a apatia e o conformismo pela vitalidade e a resistência ao silêncio, ao determinismo e ao conservadorismo.

É fácil perceber porquê.

A crise actual destina-se a conseguir empréstimos e a dos nossos filhos será para os pagar sem que entretanto se tenham criado condições capazes de gerar os recursos necessários aos pagamentos.
LNT
[0.011/2011]

7 comentários:

MFerrer disse...

Qual a alternativa(s) ao endividamento?
Quem pagará o monstro do Estado que criaram, e exigiram, e exigem?
Ainda agora quantos são e quem são os que se consideram excepções a uma ligeira austeridade?
Não serão estes os responsáveis, governo após governo?

relogio.de.corda disse...

Estou totalmente de acordo com este artigo. Estamos a deixar dívidas e mais dívidas aos nossos filhos e netos, o que parece ser um legado totalmente injusto para eles.

OFB disse...

Clap Clap!

Just do it...

fatbot disse...

Ando demasiado APREENSIVA com esta total falta de transparência ... continuamos a saber da CRISE mas nunca se saberá TUDO! Pensando em NÓS a Vida está feita! Pensando nos nossos FILHOS assusta, mas não se vai ficar por aqui ... os nossos NETOS também vão " sofrer " com tudo isto ... em todos os campos EDUCAÇÃO, ECONOMIA, (falta de ) JUSTIÇA, AGRICULTURA, PESCAS e tanto mais! Se fosse possível começar do ZERO e só por NÓS!!! Não sei ... Alguém saberá????

Anónimo disse...

Então mas quem criou as dívidas que os portugueses irão pagar com língua de palmo????? Fui eu?
Possivelmente foi o "excelente governo" que comanda este desgraçado país.
Continuamos a apostar na mediocridade e corrupção. Não é????

Francisco Castelo Branco disse...

Podem gostar muito de nós, mas quando morrermos jamais nos perdoarão....

anamar disse...

Já lhes vamos ouvindo que são eles que nos pagam as reformas....
Como se hão-de cuidar? Até essa alternativa parece estar-lhe a sr tirada....
Abraço