segunda-feira, 27 de maio de 2019

Recapitulando a matéria dada


- PS – Estrondosa (em oposição à poucochinho) vitória. Tinha 8 deputados passou a ter 9.

- PSD+CDS – Estrondosa derrota. Tinha 7 deputados (6 do PSD + 1 do CDS) passou a ter 7 deputados (6 do PSD + 1 do CDS).

- BE – Verdadeira vitória. Tinha 1 deputado passou a ter 2.

- CDU (ou PCP se quiserem) – Verdadeira derrota. Tinha 3 deputados passou a ter 2.

- PAN- Verdadeira vitória. Tinha 0 deputados passou a ter 1.

- MPT (ou Marinho Pinho se quiserem) – Enorme gargalhada. Tinha 2 deputados passou a 0.

O resto faz parte do folclore político que, ou começa a dançar o vira mais compassado e atinado, ou nunca passará da chula picada abstencionista.

Quanto a transferência de votos, o melhor é perguntarem aos muitos videntes que andam por aí, dado eu não conseguir fazer essas projecções.

E escusam de me pôr a ver mapas coloridos porque para isso já bastam as passadeiras ilegais de Campolide.
LNT
#BarbeariaSrLuis
[0.006/2019]

Nem todos os que não foram votar foram à praia


Há muitas razões para esta abstenção e uma delas é a de que com a entrada dos emigrantes nos cadernos eleitorais passamos a ter mais um milhão e tal de eleitores.

No entanto, segundo consta, houve mais cidadãos portugueses a votar do que nas últimas europeias o que leva a pensar que é sempre preciso saber ler as % estatísticas.

Isto não invalida o escândalo de abstenção, claro.

Há que repensar a "seriedade" da prática política e há que acabar com os triunfalismos, como ontem verificámos, de quem recebe os nossos votos como se fossem sua propriedade.

Os portugueses não são estúpidos e não gostam de ser enganados.

Além disto e das análises tendenciosas dos resultados eleitorais (ontem por exemplo evitaram somar os votos do PSD com os do CDS e do Menino Guerreiro para poderem extrapolarem juízos falsos comparando os resultados obtidos com os conseguidos nas eleições de há 5 anos) levam as pessoas a ficar em casa por se sentirem manipuladas.

De resto, ou os Partidos Políticos se abrem aos cidadãos deixando que eles participem nas escolhas que os Partidos políticos continuam a fazer em circulo fechado (razão porque a maioria dos portugueses não faziam a menor ideia de quem iam ser os seus representantes - componentes das listas cozinhadas entre amigos) ou o desinteresse dos cidadãos terá sempre tendência a aumentar.
LNT
#BarbeariaSrLuis
[0.005/2019]

domingo, 26 de maio de 2019

Regra de três ou Y∝X


O aumento da criançada (natalidade) em Portugal é directamente proporcional à diminuição de comunistas.

Provavelmente o aumento do PAN resulta também dessa proporcionalidade dado que a ementa dos pequenos almoços passou a ser vegan.

Esta teoria só é posta em causa porque as couves que a Cristas andou a apanhar não a retiraram da insignificância.
LNT
#BarbeariaSrLuis
[0.004/2019]

sábado, 25 de maio de 2019

A noite estórica


Afinal, ao contrário do que a comunicação social disse toda a noite, a grande vitória não foi do PAN. Não só o PAN não ficou igual ao CDS como se limitou a substituir na Europa o Marinho Pinto, o que não é grande referência.

Estou a escrever isto quando faltam apurar 5 freguesias e 10 consulados correndo o risco de estar enganado mas gosto de correr riscos e não tenho a presunção de nunca me enganar.

Afinal, voltando aos afinais, o poucochinho do Tó Zé não foi tão poucochinho como o Costa quis fazer crer há cinco anos atrás. Descontando os militantes do PS que votaram há 5 anos no Marinho Pinto para conseguirem provar que o Tó Zé era poucochinho, pouco teve de maiszinho. Em número de eleitores ficou percebido que afinal a coisa foi insignificante.
Em número de deputados eleitos ai! ai! Tudo como dantes como no quartel de Abrantes.

Afinal, mantendo-me nos afinais, o PSD+CDS, tiveram uma derrota poucochinho. Há 5 anos elegeram, em conjunto 6 deputados, e até ao momento em que escrevo isto andam a ver se lá chegam (talvez percam 1). Somadas as percentagens do PSD e do CDS deste ano a coisa não anda longe do que se passou antes. E tinham tudo para perder bem mais até porque a brincadeira do Menino Guerreiro roubou-lhes o poucochinho que os fez descer.

Afinal, outra vez os afinais, o PCP (ou se quiserem a CDU), acabou por ter de se arrepender devido à banhada que apanhou, por andar amantizado no Parlamento e depois meter os chifres à amante na rua. A coisa correu-lhe mal e vai perder deputados para o BE que, afinal, duplicou a sua votação. É que, afinal - ainda afinal, o BE não tem coragem (ou força) para pôr os chifres à amante na rua e, como tal, limita-se a ser a amante rebelde no Parlamento o que lhe dá alguma coerência.

Concluindo os afinais.

O PS foi o vencedorzinho destas Europeias. Só teve uma grande vitória, que foi a de voltar a levar a Margarida Marques para a Europa e teve uma grande derrota porque trocou a voz sabedora e rezingona da Ana Gomes pela voz sensaborona do Silva Pereira.

LNT
#BarbeariaSrLuis #eleicoeseuropeias #PS #Europeias2019 #EE2019
[0.003/2019]

quinta-feira, 16 de maio de 2019

Depois não se queixe


No dia 26 de Maio vai haver eleições para o Parlamento Europeu.

Que novidade, dirão alguns, mas acreditem que para muitos é mesmo novidade. (o boletim de voto Espécime - são mais que as mães - ) fica reproduzido em cima. (se clicar na imagem vê melhor)

A grande novidade é a de que para votar já não se usará o número de eleitor o que quer dizer que as listas estão organizadas por ordem alfabética e, por isso, a sua Assembleia de Voto irá ser, em princípio, diferente daquela onde tem votado.

Para saber onde irá votar basta ter o número do seu cartão de cidadão (ou BI), saber a sua data de nascimento e aceder à página:

https://www.recenseamento.mai.gov.pt/index.aspx?

A resposta é imediata.

LNT
#BarbeariaSrLuis
[0.002/2019]

sexta-feira, 8 de março de 2019

Penduras na Herdade da Urgueira


A página do Site/Blog Penduras sobre o encontro de Vila Velha de Rodão realizado no passado dia 2019.03.02 já está no ar.

Lourenço, agradecidos pela organização do evento.

Guarda, põe-te "fino", pá!

Foram feitos os habituais brindes pelos presentes e ausentes e ainda pelos que partiram.

Como disse na minha página do FaceBook:

"Há 45 anos juntaram umas dezenas de miúdos para aprenderem a voar a caminho da guerra que entretanto acabou sem que qualquer um deles lá tenha posto os pés.

Uma coisa tão antiga como o 25 de Abril.

Foi o curso de Pilotos Milicianos da Força Aérea Portuguesa P1/74 (os Penduras).

Quarenta e cinco anos depois a amizade que criámos continua viva e, tirando os 9 que entretanto estão a voar mais perto do céu, aqueles que ainda continuam a rapar por cá vão-se encontrando conforme podem. Desta vez puderam 17.

Sempre sérios, sempre a brincar -com ou sem contratempos-, mas sempre os mesmos miúdos embora com quase mais meio século.

Fica o registo da brincadeira de uma amizade indestrutível."
LNT
#BarbeariaSrLuis
[0.001/2019]