segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Retornado

Toldo FechadoRegresso de férias, férias, para ficar de férias permanentes. Só agora começo a ter a percepção de que estou aposentado, isto é, que deixei de ter obrigação de aturar o que aturava e de ter de me levantar todos os dias para fazer aquilo que a “sociedade civil“, que é diferente da “sociedade militar” porque essa também tem o mesmo estatuto que eu próprio tinha, ou por outras palavras, o de uma cambada de esbanjadores que nada mais fazem do que esfolar preguiçosamente o povo, entendia ser uma função de servido e não de servidor.

Volto aqui, de onde nunca saí mas que me “desapeteceu” actualizar porque nada tinha para actualizar, para confirmar que volto na mesma.

Aliás, volto mais, porque volto como candidato a delegado suplente – como exigi (ser suplente) – ao Congresso Federativo do PS de Lisboa em apoio a António Galamba, em coerência com o meu posterior voto em António José Seguro, confirmando assim a confiança que nele depositei no ano passado e que não vejo qualquer razão para ser anulada.

De tudo o que ouvi e de todas as conversas que tive neste mês retiro que continuo no caminho correcto.

Adelante!
LNT
[0.306/2014]

10 comentários:

Anónimo disse...

talvez fosse melhor ler alguma legislação sobre separação de serviço, aposentação e sobre o regime de faltas e licenças...ninguém regressa de férias aposentado....reformado não sei, agora aposentado, de certeza que não...digo eu, que para além dessas coisas menores tenho mais que fazer...mas é assim que fala o Passos Coelho, daquilo que não sabe..

Anónimo disse...

Seja bem regressado e, apesar de neste ponto em concreto discordar con a sua posição, respeito e gosto sempre de ler as suas opiniões.

GF

Luis Novaes Tito disse...

Pois a minha carta que recebi a mandar-me descansar fala de aposentação. E estava de férias quando no dia 1 de Agosto essa aposentação produziu efeitos.
Claro que os comentários anónimos não são para responder, mas a este apeteceu-me, porque os anónimos sempre sabedores de tudo até conseguem negar o que não pode ter negação.

Anónimo disse...

artº 99º do estatuto da aposentação;
depois do despacho que difere a passagem à aposentação, o funcionário entra em "separação de serviço" no dia 1 do mês seguinte, e embora receba nesse mês remuneração pelo organismo deixa de existir vinculo, não podendo ser obrigado a gozar férias...devendo as mesmas serem pagas (vencidas e vincendas.
Portanto quando ficou aposentado deveria estar separado de serviço e não de férias...e pronto, que isto não merece relevo algum...

Janita disse...

Seja bem regressado, Luís.

Se volta aposentado, tanto melhor, é da maneira que vai dispor de tempo pra fazer o que gosta e lhe der na real gana.

Quanto ao recuar no caminho que antes julgava ser o correcto, só o facto de o admitir, publicamente, o fez subir uns bons milhões de pontos...na minha consideração! E adelante, pois então!

:)

Janita disse...

Li novamente o final do escrito e ...ó diabo, quer ver que o Luís se enganou e escreveu retiro em vez de reitero?!?

E agora, em que ficamos?

:(

Anónimo disse...

Janita, leia com atenção e verifica que o barbeiro continua a ser um fiel apoiante do "morto" seguro!
E ainda se vai lembrar de lhe pedir o chapéu para arranjar uma chapelada!

Luis Novaes Tito disse...

Janita
Não seria a primeira vez que reconsideraria alguma coisa. Não sou dos que nunca se enganam e que raramente têm dúvidas, mas neste caso não tenho quaisquer dúvidas.
O assalto ao poder que se fez no PS não tem perdão e estarei ao lado da direcção democraticamente eleita até ao fim.

Joaquim O. disse...

...fim esse que deve estar democraticamente próximo, assim o espero. E o país também, há demasiado (culpa do PS, todo, que elegeu mal). Pela minha parte, como simpatizante, darei o meu contributo.

Janita disse...

:) Sr. Anónimo

O chapéu que se refere é ao meu?

Esse voou para o Mediterrâneo, durante um Cruzeiro, mas o Luís tem um melhor, de abas largas, se precisar dar (?) uma chapelada! :)

Luís, sei bem da sua integridade de carácter, eu é que não percebi bem.
Se assim o entende, pois acho bem que apoie quem seguramente acredita.
Sinceramente, para mim, nem um nem outro!

Um abraço.