quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Só dez mil milhões?

Perdigueiro Perdiz

O Fisco português é uma espécie de perdigueiro treinado para a pequena cinegética.

Perdizes, coelhos, lebres, rolas e outros animais quase domésticos de pequeno porte não lhes escapam, mas podem estar a farejar ao lado de um javali a banquetear-se num cevadouro e a espojar-se nos restos entornados da gamela e não dar por ele.

Devido ao porte do javardo, eles (os perdigueiros treinados para a caça leve) não reconhecem os animais de grande porte (caça grossa) como alvos da caçada.

Exceptuam-se, naturalmente, os casos em que o bardajão já está ferido de morte, uma vez que o rasto de sangue os atiça para o abocanhamento.

Os casos recentemente conhecidos comprovam que o odor de cabidela atrai não só os perdigueiros de serviço como também os farejadores dos informes.

LNT
#BarbeariaSrLuis
[0.027/2017]

Já fui feliz aqui [ MDLVI ]

Comporta

Comporta - Setúbal - Portugal
LNT
#BarbeariaSrLuis
[0.026/2017]

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Nunca lhe perdoarão

Escalpe

Possivelmente mentiu.

Alegadamente terá cometido o pecadilho arrogante dos detentores do poder que pensam tudo poder contornar legislando, como se a legislação pudesse ser um instrumento de excepção aplicada a casos particulares.

Provavelmente prometeu o que não poderia cumprir com o intuito de colocar um homem de currículo à frente da instituição pública financeira que concentra os mais importantes recursos do sector Estado.

Hipoteticamente terá cometido perjúrio na Comissão Parlamentar.

Mas o que nunca lhe perdoarão é o facto de ter comprovado que a teoria thatcheriana do ”there Is no alternative” é uma falácia, assim como nunca lhe perdoarão a prova provada de que é possível cumprir as metas estabelecidas pelos agiotas internacionais sem esmagar os contribuintes.

Enquanto Centeno tiver um pêlo no couro cabeludo, Passos Coelho e Cristas, apostados no desmantelamento da CGD e na chicana política do desvario guerrilheiro para conseguir a lei da terra queimada, hão-de exigir o seu escalpe.

Os esbirros xavieranos, serviçais de vichyssoises marcelistas, nunca lhe perdoarão a inocência política com que foram conseguidos os resultados técnicos que anulam as teses da submissão e do espírito de bons alunos acobardados, magistralmente instruídas na cadeira de economia-do-lar que Cavaco regeu às quintas-feiras, e não só.
LNT
#BarbeariaSrLuis
[0.025/2017]

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

À couse de o caso dos vistos Gold:

Corrupção

Tendo por bem que a definição de corrupção é "oferecer algo para obter vantagem em negociata onde se favorece uma pessoa e se prejudica outra", não estará o Ministério Público a incentivar a dita cuja quando dá a entender que se alguns dos arguidos se transformarem em “gargantas fundas” poderão vir a beneficiar de atenuantes?

Confirma-se que o Mundo anda perigoso e que a justiça nacional anda pelas ruas da amargura.
LNT
#BarbeariaSrLuis
[0.023/2017]

Já fui feliz aqui [ MDLIV ]

Stones

Stones - Lisboa - Portugal
LNT
#BarbeariaSrLuis
[0.022/2017]

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Do ressabiamento




O Presidente da República que menos popularidade conseguiu reunir em tempos de democracia fez respingar para os jornais algumas passagens de mais um livreco de memórias selectivas do tempo em que pensou ser alguém.

Daquilo que se soube, não fala dos fanicos que lhe eram frequentes quando a sua fraca personalidade era sujeita a stress mas sim das aventuras e desventuras a que submetia, no bunker em que se fechou, aqueles que com ele tinham de conviver na partilha de funções de Estado.

Falo de Cavaco, claro, que acabou o seu mandato com uma popularidade abaixo de cão, igual a si mesmo, com um pé no condomínio privado do BPN na Coelha e o outro no Pátio dos Bichos onde tinha as costas bem guardadas de um povo que o odiava.

O ressabiamento não o abandona nem sequer neste tempo de ressaca em que lhe pagamos as mordomias no convento de Alcântara onde as assombrações de Frei Luís de Sousa lhe lembrarão que à pergunta:
- Quem sois?
sempre responderá:
- Ninguém!

Homens pequeninos nunca serão grandes Homens ou, como diria Viegas:
Porra para o Cavaco, porra, pim!
LNT
#BarbeariaSrLuis
[0.021/2017]