quarta-feira, 2 de março de 2011

A Nação à Rasca

Vieira da SilvaSó para início de conversa e para que fique claro:

Concordo que, em vez de chorarem pelos cantos embalados pelo faducho do "já não posso mais", vão para a rua gritar que é tempo de mudar, antes que os mandem embalar a trouxa e zarpar.

De resto considero que é muito mau caminho virarem-se contra os vossos pais para lhes dizer que a geração deles é a geração dos direitos adquiridos depois deles terem lutado para que esses direitos vos tenham permitido adquirir a tal preparação que agora fazem finca-pé em lhes atirar à cara. É muito mau caminho fazerem o jogo da guerrilha geracional contra aqueles que penaram toda a vida para vos dar habilitações (isso da preparação é outra coisa e não se deixem enganar, ainda vão ter de fuçar muito para atingirem a preparação dos vossos pais) que vos permitem ir além. É muito mau caminho considerarem o estudo como bagagem de viagem para primeira classe porque o que ele é, é um bem em si mesmo. É muito mau caminho deixarem-se escravizar. Foi exactamente para o evitar que os vossos pais prescindiram do muito que vocês agora têm.

Dito isto, deixem-se de chorinhos e vão à luta. Oxalá consigam dar um chuto nos manipuladores que se querem colar ao vosso descontentamento para continuar a chular-vos.
LNT
[0.077/2011]

4 comentários:

RCP Edições disse...

Transparência, Justiça e Liberdade - Em memória de Saldanha Sanches.
Lançamento FNAC Chiado, 10 Março 2011, 18H30
www.rcpedicoes.com

Kruzes Kanhoto disse...

Sem dúvida. Têm muitos motivos para protestar mas apontar para os alegados direitos de outra geração é de uma baixeza inqualificável.

Anónimo disse...

De Zé T. (no Luminária):

Dos ''mercados/BANGSTERs'' gananciosos ao ''PÃO-e-CIRCO'' desmobilizador da UNIÃO dos Cidadãos, Governos e U.E.


Com ou sem FMI+ FundoEuropeu alguns aspectos a fixar:

- Quem assina os empréstimos e o ''acordo'' é o governo +A.R. (que o valida), que toma as decisões/medidas .

- As medidas serão sempre e cada vez mais custosas, e a ''doer'' mais para uns do que para outros (sendo claro que os que nada têm, nada perdem; os que têm muito têm formas de o esconder sob esquemas ''legais'' de fuga ao fisco ou em empresas/contas offshores;
restam os pagantes, aqueles que têm alguma coisa - classe média e suas subclasses, principalmente os trabalhadores por conta de outrém, os a ''recibo verde'', os reformados, os pequenos empresários, naquela parte do negócio em que não puderem fugir ao fisco).

- Os ''mercados'' i.e. os especuladores, os ''BANGSTERS'' (gangsters e piratas financeiros), vão continuar a querer ganhar mais dinheiro e vão continuar a especular, comprar e vender, a jogar /alimentar o seu ganancioso vício sanguinário,
seja com títulos de ('tesouro' de) estados ''soberanos'', seja com 'bonds'/obrigações, seguros, moedas ( € £ $ ...), metais, petróleo, alimentos, medicamentos, guerras ... não tendo em consideração éticas, políticas, povos, estados, ...

- Os ''mercados/bangsters'' são piores que vampiros, sem pátria nem lei ... e fazem sangue, sangue, sangue, dor, dor, dor, ... enquanto ninguém se LHES OPÔR com força suficiente.

- E é aqui que verdadeiramente se deve atacar (pois os ''remendos''/pensos'' dos PEC, austeridades e empréstimos, não curam a ferida e levam-na à gangrena !!), mas para isso é necessário muita força/vontade política, é necessária Diplomacia e UNIÃO, especialmente daqueles que mais são atingidos pela ''crise'' dos ''Bangsters/mercados'' e pela Injustiça.

- União no Mundo (ONU, CS, OCM, ...) e/ou nos grandes blocos regionais OCDE, União Europeia, G20, G8, ...

- União nos países/estados da UE, principalmente os mais atingidos da 'Eurolândia' e os que o irão ser a seguir: GIPS + Itália, Bélgica,...+ Bálticos, Leste, ...

- União dentro de cada país (em torno de partidos/ movimentos/ sindicatos/ associações cívicas, independentes, eleitores...) que exijam políticas e medidas que favoreçam o Emprego e a Comunidade, que combatam os ''mercados/Bangsters'', os ''offshores'' e a fugas ao Fisco, a Fraude, a Corrupção, o Nepotismo e a falta de Transparência, ... e a Injustiça.

- União dos cidadãos em torno das grandes questões político-económicas, rejeitando quem os quer anestesiar com ''pão-e-circo'', com tricas, com técnicas esquemas particularismos/ preciosismos que levam à desmobilização e desunião.

luis reis disse...

Como é que se chama o mete nojo do reitor duma Universidade que foi ao ultimo prós e contras? O canalha foi lá precisamente afirmar que a geração mais nova estava "á rasca", por causa dos "outros", os que "tinham emprego certo" , e "tinham todos os direitos"....
Mas nada me espanta, porque de outro ser excecrável,um tal de Vicente Jorge Silva,esse sr também afirmou que bom mesmo, era para ele, haver mais precariedade!