terça-feira, 17 de maio de 2011

Debate

Mira Técnica
s. m.
1. Discussão em que os discutidores procuram trazer os assistentes à sua opinião.
(Priberam)
Os nossos comentadores televisivos institucionais exercitam em cada debate, habituados à refrega futebolista, a retórica da vitória do A sobre o B fazendo crer que só interessa saber quem marcou mais golos no entretém da lengalenga.

É ouvi-los, como aos treinadores de bancada na "bola", a acotovelarem-se para mostrarem o que só eles viram. A diferença reside no facto das régies não os confrontarem com a câmara lenta dos lances, o que lhes dá descanso para a charlatanice.

Confesso preferir o espectáculo do debate ao das telenovelas em que as empregadas de quarto ganham glória e fortuna ao armadilhar um poderoso excitado aproveitando-se para o transformar, a partir da virilidade e da cabeça maluca, num bandido enfiado numa camisa de onze varas.

Dito isto passo a apelidar de frente-a-frente o debate inútil entre Jerónimo e José.

Um frente-a-frente onde Jerónimo reafirmou acreditar que nascem nos cofres do Estado notas bastantes para realizarem a utopia e onde nunca se perguntou a José qual é o destino a dar aos setenta e oito mil milhões agora pedinchados.

Escapa-lhes a todos, contendores, entrevistadores e opinantes que, para além dos seus círculos de vizinhos e amigos estão também a observá-los pessoas aflitas que vivem no mundo real e que precisam de saber, para poder escolher, quem lhes assegura que as suas aflições terão fim. Isso não passa nem pelos demagogos que tudo prometem sem terem meios de concretizar o que prometem, nem sobre os outros que chamam "atitudes de coragem" aquelas que decretam mais aflição para a aflição sem que com isso demonstrem uma vida melhor no futuro.
LNT
[0.172/2011]

3 comentários:

folha seca disse...

Caro Luis
Certeiro o tema do seu post. Acredite que tentei fazer "melhor". Mas não saíu nada.
Sim é que há gente que até se atreve a mandar uns bitaites aqui e ali, que quer saber como é e vive em grande expectativa sobre se este país anda ou desanda...
Boa
Rodrigo

mdsol disse...

:)))

[A indústria do comentário é qualquer coisa... e contribui muito para a fraca produtividade do país, de tão inútil na maior parte dos casos.]

Sakana disse...

Independente,mordáz,polémico,provocador,divertido,
sem preconceitos.

http://sakanagem69.blogspot.com