terça-feira, 29 de setembro de 2009

Tenham medo, muito medo

CyborgAté posso admitir que a minha inteligência não chegue para entender a mensagem que o Presidente da República acabou de fazer. Parece-me estranho que o PR tenha convocado os jornalistas para dizer ao seu povo coisas que não fundamenta e que levantam novas dúvidas mas, como já disse, pode ser uma questão do meu entendimento.

Mas, de tudo aquilo que ouvi, há uma coisa que me não deixa dúvida:

Alguém declarar publicamente que tem vulnerabilidades de segurança no seu sistema informático é a maior vulnerabilidade e a maior falha de segurança que pode fazer.
LNT
[0.612/2009]

8 comentários:

Regina disse...

Concordo!! Isso foi óbvio!

odete pinto disse...

Tal & qual.

mdsol disse...

Aquilo lá para Belém
Não 'stá mesmo nada bem.

Anónimo disse...

Não é o único a não entender o Senhor Presidente da República!

Eu, também, não entendi a sua comunicação, feita supostamente pelo Chefe de Estado de um País!

Mas o importante é não alimentar esta "Batalha",e depositar, sim, todos os esforços em Unir Lisboa!

Importa falar sobre Lisboa, e fazer sentir aos Lisboetas que tem de se unir, porque a campanha já está, desde hoje, na rua!

E amanhã continua e depois.... até dia 11 de Outubro!

;)

Objectiva3 - Cristina Garcia

maloud disse...

Ele teve um AVC?

Manel disse...

"Alguém declarar publicamente que tem vulnerabilidades de segurança no seu sistema informático é a maior vulnerabilidade e a maior falha de segurança que pode fazer."

E se não por acaso?

Platero disse...

Olá Luis

O problema não é a mensagem parecer encriptada.

Neste momento, o sr que ocupa o lugar de PR fez um discurso redondo para o Portugal Profundo, que só ouviu as palavras Dirigentes do PS, manipulação, vulnerabilidade.

No inicio de uma campanha eleitoral para autarquias, é mais uma tentativa do sr que ocupa o lugar de PR de manipular a opinião pública contra o PS!.

Um abraço

Lina A. (GJ) disse...

Não me espanta, a culpa não é sempre do sistema informático? E além disso, o Presidente repetiu com insistência que "foi forçado, forçado"... a partilhar com o povo matéria da qual tem dúvidas.
E como ter dúvidas não é crime, nós só temos de esperar pelos próximos capítulos. Cá por mim, siga a música, enquanto aguardo que chegue a minha capacidade de interpretação ;)