quinta-feira, 9 de maio de 2013

Bonito, bonito

BeijinhosBonito é ver de fora aquilo que se chama o "ajustamento português" sem especificar a que é que os portugueses se ajustam.

Bonito é ver esta gente a não sair à rua com medo que algum "desajustado" não esteja pelos ajustes e lhe acerte o passo.

Bonito é ter uma manada sem pasto nem ração a deambular pelas falências, a perder a energia e o alento enquanto o conceito de humanidade se reduz ao beijo no dinheiro e o conceito de Nação se traduz em empobrecimento submisso.

Bonito é sentir um Rosalino quando se mete a mão bolso. Bonito é esfrangalhar o músculo em vez de penetrar na gordura.

Bonito é, no Ribatejo, um nome vulgar que se dá aos bois.

Bonito, bonito é o início de uma expressão que usávamos em pilotagem militar para distinguir o bonito, bonito do bom, bom.

1.000.000 de desempregados é o bonito serviço com que esta gente tão feia transformou cidadãos em farrapos.
LNT
[0.101/2013]

2 comentários:

Janita disse...

Gostei muito deste seu "Bonito, bonito"! Especialmente da forma original de linkar esse artigo do Expresso com a pertinente e irónica expressão "esfrangalhar o músculo em vez de penetrar na gordura"!

Não posso deixar de lhe reconhecer o extremo bom gosto ao ilustrar o bonito serviço desta gente tão feia, que transformou um milhão se seres humanos em farrapos, como diz, usando esta mocinha tão bonita e bem conservada...:)

Se é para ser ; Bonito, bonito... pois que o seja.:)

Luis Novaes Tito disse...

É assim mesmo. Uma saudável senhora a mandar beijinhos e a explicar o que difere o "bonito, bonito" do "bom,bom".
Mas isto são outros trocadilhos ainda mais rebuscados do que o músculo e a gordura :)
Há dias assim...