sexta-feira, 14 de junho de 2013

João Pinto e Castro

João Pinto e Castro
Queimar o dinheiro que se diz não haver na cara de quem mais dele precisa parece fazer parte do zeitgeist
Só conhecia o João Pinto e Castro destas lides virtuais. Habituei-me a lê-lo na rede e a ler o que ia escrevendo pelos jornais e habituei-me a gostar da sua maneira de dizer o que tinha para dizer.

Colaborei com ele num projecto comum.

Soube hoje que deixou todas as frentes onde o encontrava e senti que tinha perdido mais uma das peças que me ajudam na procura da coerência.

Se na virtualidade já sinto saudade, imagino a de quem que com ele dividiu a materialidade.

Para a sua família fica um grande abraço.
LNT
[0.179/2013]

3 comentários:

Anónimo disse...

Caro Luís, aprecio as suas amáveis palavras. Um abraço André Castro

Janita disse...

Que descanse em paz!

Pelo que li algures num outro blog:

"João Pinto e Castro, tratava a língua portuguesa com mestria e tinha um sentido de humor notável."

Um abraço.

Luis Novaes Tito disse...

Grande abraço André.