sábado, 24 de janeiro de 2009

Botão Barbearia[0.064/2009]
Mania de complicarSócrates

Porque será que Sócrates se referiu ao seu familiar, nas declarações de hoje, como o "filho do meu Tio" e não "o meu primo"?

Será só a mania de complicar, ou será pelo complicado da mania?
LNT
Rastos:
USB Link
-> SIC PM garante que vai lutar para defender a honra

10 comentários:

maloud disse...

Aposto que lá para 2013 ele já dirá o primo. Com nome e tudo.

mfc disse...

O Freud explicaria este acto falhado!

(c) P.A.S. Pedro Almeida Sande disse...

(Sócrates, o Grande Timoneiro)
- Mas que tio? Eu não tenho tio! Aquele homenzinho ali? Mas se eu não tenho tio como tenho primo?
(Poder)
- Mas tem mãe?
(Sócrates, o Grande Timoneiro)
- Mãe? Mas o que é isso de mãe? Eu não tenho mãe! A minha mãe é a minha esperteza e o meu pai a minha grande certeza!
(Poder)
- Pois???
(Sócrates, o Grande Timoneiro)
- Se me julgam que me derrubam! Porreiro, pá, porreiro!

Anónimo disse...

Satisfeitos, não? Gand'a políticos vocês me saíram, pá!

Rip.

Anónimo disse...

Piada porca e bácora a tresandar a bolota! Esperava r

A. A. Barroso disse...

Talvez gostassem que chamasse f.d.p. ao primo e crn ao tio? Isso é que tinha dado assunto para profundas reflexões sobre a prablemática da esquerda na piolheira da porcalhota.

Anónimo disse...

Em Português Técnico, é assim que se diz "primo".

Anónimo disse...

Ou de simplificar. Eu, felizmente para mim e para todos, não sou primeiro-ministro, mas cansado de trocar primos com sobrinhos, sogros, genros e noras, tios e tias, passei a relacionar toda a gente apenas com os termos avô e avó, pai e mãe, filho e filha, irmão e irmã. Que esses sempre soube o que queriam dizer. Filho do meu tio já era ir muito longe. Eu, por uma questão de facilidade só sei quem são os filhos dos irmãos do meu pai e da minha mãe e assim por diante, como também sei quem é o pai da minha mulher.

Anónimo disse...

Eu já fui feliz no Freeport... mas espero ser mais feliz ainda um dia!

Lina A. (GJ) disse...

Também podia ter dito o filho do cunhado da mãe, ou o filho da senhora casada com o irmão do pai e por aí adiante.
A ideia não é baralhar para ninguém entender?