segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Um colosso na Pérola

CachooroDizem-nos que o assunto da Jardinagem é coisa que não diz respeito ao nacional porque temos de respeitar as autonomias.

É verdade que não sou eleitor de Cavaco nem de Passos Coelho, mas tive possibilidade de o ser porque fazia parte do universo que os escolheu.

Venceram eles e não outros. Paciência, são as regras da nossa liberdade.

Mas não sou ouvido nem achado na escolha de Presidente da Região Autónoma da Madeira nem dos seus deputados regionais.
Passos Coelho diz que também nada tem a ver com o PSD/Madeira, o que se estranha por estarmos habituados a ver Jardim passear-se pelos Congressos Nacionais do PSD.
Resta saber se o Presidente da República também entende que nada tem a ver com a RAM.

De uma coisa sabemos: Mais tarde ou mais cedo (ou mais cedo, ou mais cedo) vamos ter alguma coisa a ver com a RAM e esse mais cedo é quando nos voltarem a meter a mão no bolso para sacar os últimos cêntimos que restam.
Nessa altura dirão tratar-se de solidariedade nacional.
LNT
[0.386/2011]

4 comentários:

João Afonso Machado disse...

Já hoje escrevi sobre o lado oculto da dívida. Esse feio «lado lunar».
Mas parece não surgiram ainda acusações de que AJJ está rico à custa da sua vida política.
Cumprmts, caro Luis.

Blondewithaphd disse...

Pelos vistos hoje já meteram outra vez a mão no bolso (mas mais comedidamente, agora são só pouco mais de 200 milhões, coisa pouca).

Luis Novaes Tito disse...

Caro João,
É bem verdade que até agora ainda não há qualquer sugestão de enriquecimento pessoal.

Como não me compete fazer julgamentos, nem tão pouco investigações desse género, nunca seria aqui que se levantaria tal suspeição.
Abr.

Luis Novaes Tito disse...

Blonde...
Aguardamos que tudo se esclareça. A informação vai saindo às pinguinhas. Assim há matéria para mais tempo... É o que temos. Estamos tramados.