quarta-feira, 7 de setembro de 2011

O caminho de Belém

Maria de Belém RooseiraMaria de Belém será a Presidente do Partido do punho e a rosa que Edite inventou, há uns anos, para logotipo do Partido Socialista passará finalmente a fazer algum sentido.

Não se podia ter escolhido melhor.

Maria de Belém Roseira é uma mulher de armas e é de armas fortes que o Partido Socialista tem de se munir para defender os portugueses da pilhagem que o Governo Passos-Portas ainda não deixou de fazer desde que chegou ao poder.

António José Seguro reconfirma a razão que levou os militantes socialistas a escolherem-no para Secretário-Geral.
LNT
[0.355/2011]

13 comentários:

Anónimo disse...

Como socialista antigo, ex-militante sindical, de secção de residência, de concelhia etc e tal, pergunto. O camarada acha mesmo que o Seguro e a Belém têm estofo para suceder a Sócrates numa liderança forte e de convicções? Eu tenho muitas dúvidas! Mas, sinceramente, espero estar enganado! É que o Seguro parece-se de mais com o outro J do PSD, o que na minha opinião não augura nada de bom! Saudações Republicanas, Socialistas e laicas....

james disse...

Está muito enganado meu caro Luís Novaes Tito.

Não foi Edite Estrela quem inventou a rosa para o Partido Socialista !
Recue no tempo e informe-se melhor.

Dou-lhe uma pista: consulte o antigo semanário "O Jornal", à época, e talvez descortine quem foi o autor.

Revisionismo histórico, não!

Luis Novaes Tito disse...

Caro anónimo,
Seguro tem logo uma vantagem em relação aos comentadores anónimos. Está identificado e nunca fugiu à luta. Quanto ao resto das suas questões só lhe posso responder que qualquer socialista tem "estofo" para suceder a Sócrates. Tendo sido o camarada tudo o que diz que já foi no PS devia saber isso (e já agora deveria identificar-se).

Luis Novaes Tito disse...

James, se vem aqui dar lições peço-lhe que as dê correctamente. Se não foi a Edite Estrela que introduziu o logotipo da Rosa faça o favor de informar quem foi.
Agradecido.

james disse...

Foi um militante de Santarém. Com o nome de A. Rafael Reis, conjuntamente com a mulher.

No semanário o"Jornal", à época, foi redigida uma notícia detalhada sobre o assunto.

(pedagogia não é o meu forte, logo não dou lições a ninguém)

Luis Novaes Tito disse...

Sabe-se que esse logotipo só foi adoptado com a campanha de Guterres sucedendo-se à estilização do vigoroso punho anterior.
É voz corrente dentro do PS que tanto a estilização como a rosa que se lhe seguiu são resultado do trabalho de Edite Estrela. Há pouca documentação disponível mas irei tentar informar-me mais correctamente para voltar a este assunto.

Luis Novaes Tito disse...

Ainda sobre o símbolo do Partido Socialista e enquanto pesquiso por melhor informação:

O primeiro punho foi apresentado por Manuel Tito de Morais na Fundação do Partido.
Atravessava-o um punhal.
Posteriormente, tinha Manuel Serra o pelouro respectivo, foi adoptado o punho vigoroso (com carne e veias como se dizia na altura). É este o símbolo que ainda hoje é referido nos Estatutos do Partido Socialista (artº 2)
A estilização do punho (corte pela base da mão e a mão fechada mais redonda) deu-se quando Edite Estrela esteve na organização do PS e pouco depois (com Guterres) apareceu o logótipo com a rosa.
Com Ferro Rodrigues juntaram-se os dois elementos no logótipo (punho estilizado e a rosa)

Vou documentar-me para fazer as evidências e voltarei, possivelmente em Post, para esclarecer e, se for o caso, corrigir com segurança tudo isto que acabo de afirmar.

Nunca foi minha intenção fazer qualquer "revisionismo histórico" e como co-autor da última exposição sobre a cronologia histórica do PS (no último Congresso do PS) ficar-me-ia muito mal ser acusado de a tentar fazer.

Luis Novaes Tito disse...

Um texto interessante sobre os símbolos partidários em:
http://comunicar-politica.blogs.sapo.pt/260.html

james disse...

Meu caro Luís N. Tito

Admito que esteja de boa-fé, mas o que é voz corrente no PS pode estar deturpado e ter se transformado numa lenda.

Evidentemente que é muito mais apelativo imputar a rosa a Edite Estrela do que a um qualquer militante anónimo...

Pois informe-se.

Cumprimentos,

James

[o PS e demais partidos (aperreados a uma máquina autista) sempre trataram mal alguns dos seus militantes menos mediáticos. Mas isso é outra história...)]

folha seca disse...

Caro Luis
Já vi que o meu caro não é "homem de se ficar".
Mas em relação à futura presidente do PS. Lembro-me de um post seu em que falava noutros voos. Entendi esses voos ainda mais altos. Pode ser um começo.
Afinal sabia...
Abraço

Luis Novaes Tito disse...

Caro James, como já lhe disse anteriormente, não é só a voz corrente mas sim os factos históricos, como já relatei.
Aguardo as evidências.

james disse...

Pela minha parte forneci-lhe o que me competia.

Mais evidências?

Forneci o nome do militante.Forneci o "Jornal" onde a notícia veio detalhada.

Sugiro-lhe que faça buscas nos arquivos do Largo do Rato para encontrar a carta de António Rafael Garnecho dos Reis com a proposta da rosa e faça buscas em o "O Jornal".

E já agora, dê sempre um desconto às vozes correntes...

Luis Novaes Tito disse...

James, as evidências de que falo são aquelas com que hei-de fundamentar o que disse. De qualquer forma é indiferente se houve algum militante que falou de rosas, até porque muitos falaram e a rosa sempre foi um símbolo internacional dos partidos socialistas e sociais-democratas.
Não é isso que foi posto em causa mas sim quem foi o responsável pelo uso do logotipo.
Interessam-me os factos históricos, aquilo que ficará para a história.
Como já disse anteriormente voltarei a este assunto em forma de Post.