sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Simbologia no Partido Socialista

Bandeira do Partido SocialistaEste texto resulta de alguma pesquisa que realizei com a ajuda do José Neves, fundador do Partido Socialista e enciclopédia viva da História do PS, antes e depois do 25 de Abril.

Resolvi dar-lhe forma devido a alguns comentários feitos no Post nº 355/2011 e, não pretendendo ser exaustivo, serve de registo para futuro como homenagem ao XVIII Congresso Nacional que se inicia hoje em Braga.

O símbolo do Partido Socialista continua a ser o que foi registado por Tito de Morais, depois da liberdade, quando se procedeu à organização do Partido. O art.º 2 dos Estatutos em vigor, assim o determina. O documento de registo pode ser consultado na fotobiografia de Manuel Tito de Morais que foi publicada em 2010, aquando das Comemorações do Centenário do seu nascimento.

A evolução:

Quando se formou o Partido Socialista na clandestinidade, Manuel Tito de Morais apresentou o primeiro símbolo do Partido Socialista que consistia num punho fechado atravessado, na base, por um punhal. Foi uma criação feita em Itália, onde Tito de Morais estava exilado e de onde dirigia, publicava e distribuía o Portugal Socialista.

Símbolo original do PS

Regressado a Portugal com Ramos da Costa e Mário Soares depois da Revolução, Tito de Morais ficou encarregue da organização do Partido. Manuel Serra coordenava o Grupo de Trabalho para a Propaganda quando se levantaram diversas vozes no sentido de retirar o punhal dado considerarem que esse grafismo tornava o símbolo demasiadamente radical. Os cartazes e restante propaganda que se produziram apresentavam o punho (com músculo e veias, como se dizia na altura) mas sem o punhal.

Cartaz PS 1974Cartaz PS 1975

Foi esse símbolo que foi registado oficialmente por Tito de Morais e que passou a constar dos Estatutos do PS e a fazer parte da bandeira oficial.

Símbolo do Partido Socialista
Com a liderança de António Guterres o PS passou a contratar serviços de imagem a profissionais. Edite Estrela * fazia parte do Secretariado Nacional e detinha o pelouro da Comunicação e Imagem (razão porque se lhe atribui a responsabilidade pelo grafismo/logótipo com a rosa). Antes tinha-se estilizado o Punho, arredondando-lhe as formas, amputando-o do braço e retirando-lhe o músculo e as veias.
Mão do Partido Socialista
Depois, e no decurso de uma Convenção Nacional realizada em Junho de 1992 onde se debateu a "Nova simbologia do PS" e onde foram apresentadas diversas propostas, entre as quais se contavam as de Daniel Adrião, Adriano Rangel, Lima Pedro, Graça Dias, Leonel Moura, Pedro Portugal e Rui Perdigão, surgiu a rosa como logótipo (e não como símbolo porque esse continua a ser o que consta dos Estatutos) e, para além da designação "Partido Socialista", passou a constar também a abreviatura "PS".
Rosa do Partido Socialista
Nas campanhas seguintes o logótipo reuniu os dois elementos (o Punho estilizado e a Rosa).


Símbolo do Partido Socialista

Há mais a falar sobre este tipo de assuntos, p.e., sobre o uso de músicas diversas e o quase abandono do hino oficial do Partido que, como se sabe, é a Internacional com letra de Manuel Alegre. Anteriormente era elemento obrigatório no encerramento dos actos oficiais do PS, a par com o Hino Nacional. A última vez que o ouvi foi no encerramento das comemorações do Centenário de Tito de Morais, na sessão que se realizou no Largo do Rato e que, para espanto de muitos, foi entoado pela maior parte dos presentes que o sabiam de cor.

* Ficou por esclarecer se o Punho foi estilizado ainda com Jorge Sampaio e se Edite Estrela já era nessa altura responsável pelo pelouro da Imagem. Assim que se proporcionar, hei-de falar com Edite Estrela.
LNT
[0.360/2011]

6 comentários:

Boavida disse...

Muito bom e informativo

folha seca disse...

Caro Luis
Acompanhei o post em que estas questões foram suscitadas. Como escrevi na altura "o meu caro não era homem para se ficar" está à vista. No entanto tenho uma duvida que no anterior congresso me levou a fazer pesquisas para um post que escrevi (alías o que voltei a fazer à momentos).
Atribui a letra da Internacional a Manuel Alegre. Qual? Já agora quando puder, diga qualquer coisa.
Abraço

Luis Novaes Tito disse...

Meu caro,
a letra do Hino do PS é da autoria do Manuel Alegre. Não é a mesma letra da Internacional (Comunista/URSS, por assim dizer e para tentar simplificar).
Um dia destes publico a letra e tenho de pesquisar para ver se encontro o Hino cantado.
Abraço e obrigado pelo seu interesse. Gosto de o contar entre os meus leitores.

Luis Novaes Tito disse...

Abraço, Boavida.
Espero que tenhas um bom fim-de-semana.

Paulo Pedroso disse...

Viva, desde o debate sobre o punho a rosa, símbolo e imagem houve algumas nuances de significado, de que não disponho os elementos gráficos mas são também curiosas: a rosa teve mais que um formato e cor, o lugar relativo do punho e da rosa em relação às palavras também foi variando. Vale a pena um segundo post sobre a imagem e o logotipo do PS nas assinaturas que se sucederam à entrada em cena da rosa.

Abraço

Luis Novaes Tito disse...

Olá Paulo,
Se tiveres informação que ajude, podes mandar para o meu email.
tugirlnt@mail.sitepac.pt
Farei todos os post que forem necessários para melhorar a informação.
Abr.