quinta-feira, 9 de abril de 2015

Almofadas

AlmofadasContinua a conversa “governar de forma responsável” enchendo os cofres de dívida.

Para quem tanto apregoou que se andavam a empenhar as gerações futuras, ficamos esclarecidos.

Ainda mais quando se empurram milhares de jovens (as gerações futuras) para fora da sua zona de conforto mandando-os emigrar, alavancando (ou avacalhando) o aforro improdutivo em detrimento do investimento capaz de fazer retornar essas gerações .

Maria Luíz e Passos Coelho, no seu melhor delírio eleitoralista, preferem aumentar a dívida para se gabarem que encheram o pote a amortizá-la aproveitando a quebra de juros.

Dizem que são almofadas. Querem-nos a dormir.
LNT
[0.189/2015]
Enviar um comentário