segunda-feira, 6 de abril de 2015

Aqui-d’el-rei

AtoleirosNuno Álvares Pereira, ao mandar apear os cavaleiros para desferrarem uma tosa aos Castelhanos, conseguiu entalar os invasores montados nas bestas e, nos cabeços de Atoleiros, prepará-los para a tosa que seguidamente os arrumaria em Aljubarrota.

O que o Condestável nunca pensou foi que, uns séculos depois, gente tão rendida aos interesses estrangeiros fizesse a evocação do seu feito e aproveitasse a oportunidade para vender a propaganda que justifica o mal-estar dos cavaleiros apeados de hoje mas que em vez de lanças e escudos são armados com fisgas para defender a Nação.

E não se ouviu um Aqui-d’el-rei.
LNT
[0.181/2015]
Enviar um comentário