quarta-feira, 20 de julho de 2011

Voltámos ao mercado

Homem de coco com peixesLá fomos de novo às compras.
Desta vez limitámo-nos a comprar o que precisávamos, o que representa uma melhoria depois de termos aprendido que os sofás que se compram com o acréscimo pedido no empréstimo para aquisição da casa ficam pelo preço da morte.

Ainda assim e para confusão dos portugueses que continuam convencidos de que o empréstimo da Troika se destinava a não ter de fazer outros, nestes próximos tempos, ao preço de usura que “os mercados” impõem, mantém-se a perplexidade e a incompreensão para o facto de, havendo tantos cientistas da ciência económica a debitar palpites na praça pública, ainda nenhum deles ter explicado, preto no branco, a que é que se destinou o endividamento contraído junto da Éfe É É Éfe (usando a lição de dicção dada pelo Professor Cavaco à comunicação social).
LNT
[0.291/2011]

2 comentários:

Mr. Brown disse...

Caro Luís,

isto pode ajudar:
http://economico.sapo.pt/noticias/nprint/121835.html

Luis Novaes Tito disse...

Agradecido, Mr. Brown. Fiz o post 293/2001 sobre o assunto.
Abr.