sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Antes a ornitologia

Ovos pataObservo com interesse aquilo a que os mais ingénuos chamam de unidade de esquerda e os mais exuberantes ingénuos chamam de histórica coligação das esquerdas.

O interesse aumenta quando oiço um dos líderes dessas esquerdas a referir-se a um acordo individual com cada uma das outras como uma ideia ainda em desenvolvimento e uma outra líder dessas mesmas esquerdas a querer afirmar-se como vanguarda da aliança ainda por realizar. Aumenta especialmente quando vejo o centro e charneira dessa esquerda, mudo e quedo, expectante de um milagre em terra de incréus.

Enquanto tudo se faz por baixo dos panos justificando o secretismo com a estratégia traçada e mandando às malvas a sempre evocada transparência pela força gauche da parte do arco-íris desenvolvida entre o rosa e o vermelho escarlate, o grão-mestre desta loja do extremo europeu mantém o discurso e empossa as forças droite da parte do arco da governação desenvolvida entre o laranja e o azul, embora aveludando as arestas para não parecer tão sectário como lhe é habitual, abrindo espaço para a nega que se segue.

Devia ter-me dedicado antes à Ornitologia que, mal por mal, sempre daria para classificar a passarada por espécies, géneros e famílias, abdicando desta coisa esquisita que pretende dividir com simplismo o espectro político entre esquerda e direita.
LNT
#BarbeariaSrLuis
[0.285/2015]
Enviar um comentário