sábado, 31 de outubro de 2015

Chamam-lhe um saco de gatos

Gato animadoJá tudo se chamou ao Partido Socialista. Uns querem-no como direita, outros como centro e outros como esquerda.

Saco de GatosHá quem diga que o PS é um saco da mesma farinha (normalmente os que comem farinha de um só saco unicista, bem comportado, submisso, formatado e obediente) assim como há quem prefira dizer que é um saco de gatos assanhados por não entender que é condição dos gatos serem independentes e desalinhados.

Há quem não consiga suportar o Partido Socialista tal como ele é, com gatos diferentes no pensar, na cor, no género, na combatividade. Umas vezes aguerridos, outras mais solidários e, infelizmente de há uns anos para cá, com tiques pouco fraternos por terem perdido a noção básica do respeito pelas diferenças inerentes à família dos felídeos.

Há os que gostariam de ver o Partido Socialista reduzido à insignificância feito em frangalhos felinos para serem absorvidos pelas gatarias das cores diversas que se esmifram para juntar às suas hostes gatos dissidentes.

Há quem pretenda bater no saco de gatos para que os miados promovam o esgatanhamento e se dê por finda a única verdadeira coligação existente em Portugal cimentada por uma Declaração de Princípios onde cabem todos os gatos desde que nela se revejam.
LNT
#BarbeariaSrLuis
[0.286/2015]
Enviar um comentário