segunda-feira, 18 de abril de 2011

Labreguices

Burro1. Passos Coelho referiu, em tempos, que num almoço (ou jantar) "comicieiro" na Madeira um finlandês o terá abordado para lhe dizer que: "esperava que a conta daquele almoço não tivesse de vir a ser paga pelos seus impostos na Finlândia". Passos Coelho, que pretende ser Primeiro-Ministro de Portugal, não informou o que terá respondido mas entende-se que não lhe deu a única resposta possível perante a arrogância e que seria a de que os finlandeses, o FMI e outros, não estão a fazer caridade mas sim um negócio, um dos mais prósperos e antigos negócios que consiste em emprestar dinheiro em troca de mais dinheiro (o dinheiro + os juros). Ficou patente a labreguice de quem nos pretende representar como dirigente do executivo da República.

2. A estória de fazer de Basílio Horta o cabeça de uma das listas distritais do Partido Socialista é uma habilidade política, mais uma, que só serve para manter o rumo do desprestígio da política nacional. Não porque Basílio Horta não seja um excelente cidadão que mereça todo o respeito, mas pelo desrespeito que representa entregar a representação programática de um Partido na mão de um cidadão que nela não se revê. A labreguice não se dirige a Basílio Horta mas sim a quem o escolheu.

3. Fernando Nobre continua na senda da asneira. Depois de ter dado o dito por não dito atrelado à "supremacia dos independentes" e ao desconhecimento das regras constitucionais, o que é grave para quem pretendeu ser Presidente da República, declara agora (noticiários da manhã) que depois das eleições saberá se há condições ou não para ser "nomeado" Presidente da Assembleia da República. Notem bem, "nomeado" quando o cargo é de eleição entre os seus pares. Não há limites para a labreguice em que estamos mergulhados.

Depois admiram-se que lá fora nos percepcionem como labregos, não no sentido de aldeões, mas no de rudes e de grosseiros.
LNT
[0.132/2011]

10 comentários:

Anónimo disse...

Análise fria e objectiva; desta vez,inteiramente de acordo com o Barbeiro, que parece estar a aprimorar-se nos cortes...

Bairradino

m. disse...

Caro amigo barbeiro, cá torno, não porque discorde, ao contrário, parece que houve transmissão de pensamentos e andamos a escrever o mesmo, mas porque à sua lista eu acrescento Ferro Rodrigues, homem por quem costumava ter grande respeito. Afinal, o fascínio da cadeira parece exercer-se sobre tudo o que mexe.

folha seca disse...

Caro Luis
Então venho aqui para ler o jornal calmamente sentado na sala de espera e o meu caro Chapa-me com o Basilio Horta em cima. É que eu sou do Distrito de Leiria e habitualmente voto na lista que o referido encabeça. Isto como se não chegasse o grande sapo que já é o nº2 um aparelhista que por ser presidente da federação tem o 2º lugar cativo na lista de candidatos.
Enfiar assim dois sapos duma vez vai ser violentíssimo para o meu maltratado estômago. Vamos a ver.
Abraço

Luis Novaes Tito disse...

M,
Li o seu Post e realmente parece que esta é a sopa de letras que temos que comer.
No caso de Ferro, pessoa que conheço bem, não o incluiria no rol. Ferro é homem de Partido, foi Secretário-Geral do PS e terá, enquanto quiser, assento nas listas do PS. Para além do mais (aqui já é a subjectividade a falar) o PS precisa muito mais de Ferro Rodrigues do que ele do PS. Quando discordou de Sampaio, Ferro não hesitou em levantar-se da cadeira e bater com a porta.

Luis Novaes Tito disse...

Folha seca,
Nos bons salões de barbearia (e isto é quase um SPA) é assim mesmo. Notícias fresquinhas e caça aos sapos para amaciar o corte da navalha :)

m. disse...

Sr. barbeiro, Ferro fez muito bem quando largou a cadeira. Até hoje não perdoo a Sampaio ter precipitado tal "corte". Por isso acho que este não é o PS que lhe assenta melhor. Ainda vai ficar mal "escanhoado", se não mesmo a sangrar.Espero que não.

Anónimo disse...

Cá está outra vez um anónimo. Mas desta vez nem valia a pena ter a capa do anonimato. Então não é que estou totalmente de acordo com o LNT? E continuamos a levar com estes figurões Hortas e Nobres nas listas dos partidos. Já não chega a porcaria de deputados que se recandidatam, tinhamos que levar com mais alguns.
Quanto ao Sr Eduardo Ferro Rodrigues, apesar de não me identificar com ele em questões políticas, tiro-lhe o chapéu, porque o considero honesto e uma pessoa de valores. Fará um bom deputado pelo PS.
Até breve

luis reis disse...

Boas.
É só para lembrar que Ferro Rodrigues, foi quem agarrou no partido quando todos deram à sola!
Ganhou as Europeias, e foi atraiçoado pelos "peixes de águas profundas",existentes no PS!Os Crânios, os Génios Anões, os Educadinhos modernaços, que de Socialistas nada têm,e se alguma vez ergueram o punho, foi para se porem a jeito...e é bom lembrá-lo, por um Presidente que montou isto muito bem, e que hoje assobia pró lado!
Eu não esqueço, acusaram este Homem de tudo. Não era "boneco para a foto", não usava Hugo Boss,não dormia com a Imprensa,nem acitava prefácios tão laudatórios de gente pouco recomendavel,que quando se zangava dizia alto e bom som, que SE ESTAVA CAGANDO PRÀS ESCUTAS..E mais não digo, porque daqui a pouco, dou um pontapé na merda do computador.

Ps. É pá e já agora alguém que diga ao Avô,que ajudar o PS,é não dar azo, ao voto no PP.O que é que ele pretende?Francamente.

Luis Novaes Tito disse...

Luís Reis,
Quanto ao Ferro não podia estar mais de acordo. Aliás, em defesa dele, também deixei a coordenação de uma das maiores Secções do PS e a minha militancia a partir daí pouco mais tem sido do que votar em todos os actos internos.

Anónimo disse...

Parabéns pela excelente prosa.
Vou copiar para o Luminária.