quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Ainda sobre a segurança

BugCom todo o respeito que me merece a figura institucional do Presidente da República, considero que o seu titular não é obrigado a dominar todas as matérias. É para isso, e não para produzir fugas de informação (as habituais fontes de Belém), que os PR têm a liberdade de contratar os seus assessores especializados e dispõem de serviços técnicos. (Ficou por esclarecer quem é o responsável pela segurança dos serviços informáticos de Belém)

Quando Cavaco Silva comunicou ao País que:
"Foi para esclarecer esta questão que hoje ouvi várias entidades com responsabilidades na área da segurança. Fiquei a saber que existem vulnerabilidades e pedi que se estudasse a forma de as reduzir",
cometeu um erro de palmatória em termos de segurança. Sabe-se que em questões de segurança age-se com eficácia e discrição e nunca se revela a existência de vulnerabilidades, embora seja do conhecimento comum que, por muito "bunkerizados" que estejam os sistemas e as redes computacionais, há sempre algum "hacker” para furar a sua blindagem.

A desastrosa comunicação que o Presidente da República ontem proferiu foi, até neste aspecto, a pior peça produzida por um titular do cargo.
LNT
[0.616/2009]

Rastos:
USB Link
->
Presidência da República ≡ Site Oficial - Comunicação ao País

Em que ficamos, Sr. Presidente?

A agenda de CavacoA dias da nomeação do Primeiro-Ministro o Presidente da República convocou os órgãos da comunicação social para se dirigir ao País.

Entre inúmeras suspeições levantadas e juízos pessoais não fundamentados, declarou expressamente (sublinhados meus):
(...) "fui surpreendido com declarações de destacadas personalidades do partido do Governo exigindo ao Presidente da República que interrompesse as férias e viesse falar sobre a participação de membros da sua casa civil na elaboração do programa do PSD (o que, de acordo com a informação que me foi prestada, era mentira)".
Das duas uma:

- Ou o Presidente da República assume a coerência das suas declarações ao País e considera, tendo em conta os resultados eleitorais e após a audição dos Partidos, que os PSD+CDS estão em condições de formar Governo (caso eles o informem disso);

- Ou o Presidente da República é incoerente com as suas declarações ao País e considera, tendo em conta os resultados eleitorais e após a audição dos Partidos, que o PS, apesar de ter destacadas personalidades mentirosas, está em condições de formar Governo.

Numa ou noutra circunstância "a unidade do Estado e o regular funcionamento das instituições democráticas" parecem estar ameaçadas por quem tem por missão zelar por elas.
LNT
[0.615/2009]

Rastos:
USB Link
->
Presidência da República ≡ Site Oficial - Comunicação ao País

Diário do 87


Rastos:
USB Link
->
Votem em mim ≡ Diário do 87

Já fui feliz aqui [ DCIV ]

Amoreiras
Amoreiras - Lisboa - Portugal
LNT
[0.613/2009]

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Tenham medo, muito medo

CyborgAté posso admitir que a minha inteligência não chegue para entender a mensagem que o Presidente da República acabou de fazer. Parece-me estranho que o PR tenha convocado os jornalistas para dizer ao seu povo coisas que não fundamenta e que levantam novas dúvidas mas, como já disse, pode ser uma questão do meu entendimento.

Mas, de tudo aquilo que ouvi, há uma coisa que me não deixa dúvida:

Alguém declarar publicamente que tem vulnerabilidades de segurança no seu sistema informático é a maior vulnerabilidade e a maior falha de segurança que pode fazer.
LNT
[0.612/2009]

Votem em mim

Votem em mimNão é todos os dias que um barbeiro virtual se candidata ao serviço cívico pelos seus vizinhos.

Votem em mim, é o espaço de diário de campanha eleitoral do candidato 87 à Assembleia Municipal de Lisboa, pelas listas do PSUnir Lisboa.

Votem em mim é um apelo directo ao vosso e meu querer.

Espero ver-vos por lá, espero a vossa divulgação e espero o vosso apoio em 11 de Outubro. Votem em mim.
LNT
[0.611/2009]

Rastos:
USB Link
->
Votem em mim ≡ Luís Novaes Tito

Já fui feliz aqui [ DCIII ]

Cais das Colunas
Cais das Colunas - Lisboa - Portugal
LNT
[0.610/2009]

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

E agora, José? [ I ]

Who is it?
Agora, Luís, vou convidar uma personalidade independente da área do Bloco de Esquerda para ser o meu Ministro da Educação, dos Desportos Radicais e das Actividades Lúdicas para ver como ele se desembrulha com os sindicatos da CGTP-In, mas também vou convidar uma personalidade independente da área do Centro Democrático Social para ser meu Ministro da Lavoura e da Faina Marítima para ficar a saber com quantos paus se constrói uma canoa.
LNT
[0.609/2009]

(Nota: Este Post deve ser lido com a voz e entoação do Ricardo Araújo Pereira)

Constatações

Bandeira PortugalPara quem ainda tinha dúvidas fica a constatação. O PS ganhou as eleições. A comprová-lo está o facto do Presidente da República vir a convidar Sócrates para formar o próximo Governo.

Para quem ainda tinha dúvidas fica a constatação. O PSD perdeu as eleições. Não só para o PS, como para o CDS/PP. A demagogia da mentira da verdade, o conservadorismo de Ferreira Leite, a intriga, a conspiração, a maledicência, a falsidade e a arrogância foram fortemente penalizados pelos eleitores.

Para quem ainda tinha dúvidas fica a constatação. O CDS/PP ganhou o prestígio da direita que há mais de duas décadas não tinha. Derrotou o PSD retirando-lhe uma boa fatia do eleitorado, contribuiu para esvaziar a maioria absoluta ao Partido Socialista e marcou a diferença entre a direita civilizada e a outra que estava convencida que tudo valia para atingir os seus fins.

Para quem ainda tinha dúvidas fica a constatação. O BE ganhou o prestígio da extrema-esquerda. Nunca em Portugal, nem sequer no tempo do PREC, a extrema-esquerda tinha conseguido tão bons resultados. Passou o PCP em importância e implementação, contribuiu para retirar a maioria absoluta ao Partido Socialista e demonstrou que o enquistamento do PCP num modelo recusado em todo o Mundo é o corolário das doutrinas retrógradas que os comunistas insistem em considerar como válidas.

Para quem ainda tinha dúvidas fica a constatação. O PCP é o grande derrotado da esquerda. Perdeu posições para todos, deixou de ser a referência da esquerda das esquerdas.

Para quem ainda tinha dúvidas fica a constatação. A democracia é, continua a ser, o regime de preferência da esmagadora maioria dos portugueses. Derrota os abstencionistas, derrota a extrema-direita, derrota os defensores do não-voto. Confirma que o poder está nas nossas mãos, ainda que seja só no momento das escolhas.
LNT
[0.608/2009]
Simultaneamente publicado nos:
a Barbearia do Senhor Luís (a minha casa); SIMpleX (de quem me despeço já com saudades); Eleições2009/o Público (onde ainda faltam as autárquicas); Cão com tu (onde estarei em força após os períodos eleitorais) e numa outra coisinha que ainda não posso divulgar (mas falta pouco para o fazer).

domingo, 27 de setembro de 2009

Esquerda projectada

Logo Eleições 2009
Para já uma boa notícia.

Pelo que se vai sabendo o PS terá mais deputados na próxima legislatura do que os que resultam da soma do PSD+CDS/PP.

Isto garante (em princípio) alguma tranquilidade à esquerda.
Aguardemos os resultados.
LNT
[0.607/2009]

Resultados eleitorais

Logo LegislativasLogo Eleições 2009


Para acompanhar os resultados eleitorais na Net a partir das 20:00 horas:


http://www.legislativas2009.mj.pt/index.html



LNT
[0.606/2009]

Este gosto de votar

Votar Desde Abril de 1974 nunca deixei de votar e antes dessa data muito ouvi rosnar por reclamar esse direito. Não sou daqueles que preferem dizer, quando as coisas correm mal, que nada têm a ver com as coisas que correm. Assumo sempre a responsabilidade dos meus actos.

Hoje, como desde Abril, o meu voto já lá canta e conta. Sinto-me bem.
LNT
[0.605/2009]

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Fim desta campanha (segue-se a próxima)


SIMpleX


LNT
[0.603/2009]

As sondagens e a fava

Bolo-ReiTenho para mim que as sondagens são só um instrumento de percepção. Atribuir-lhes o valor que não têm para poder, por exemplo, afirmar que uma vez projectada (nas sondagens) a vitória a um grande Partido da Esquerda já permite não votar nele mas sim noutro para garantir pressão à esquerda numa futura legislatura, pode ser uma falácia com efeitos surpreendentes.

Vale o que os cidadãos eleitores depositarem nas urnas e isto não inclui os jogos mentais. Só será contabilizado aquilo que é para contabilizar, isto é, a evidência escolhida.

As últimas sondagens trouxeram-nos surpresas. Nestas eleições, quem não quiser ser surpreendido, não se fie nos votos dos outros porque o fio é curto e protestar não basta.
LNT
[0.602/2009]

Em simultâneo:
USB Link
->
Cão como tu
-> Eleições2009/o Público

Já fui feliz aqui [ DCII ]

Girassol
Girassol António Colaço - Em Flor - Lisboa
LNT
[0.601/2009]

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Coisas com (o meu) sentido

VotarO ciclo da governação actual termina com a abertura das urnas do próximo Domingo.

Vai ser preciso que antes desse momento os cidadãos não prescindam da sua vontade e que não entreguem o seu destino, e o dos seus, nas mãos de outros.

Mais do que ter de optar entre um estilo ou outro, entre uma imagem ou outra, entre uma personalidade ou outra, vai ser necessário decidir sobre o futuro, escolher sobre os caminhos a seguir e principalmente optar por dar um sentido aos sacrifícios feitos anteriormente para poder recolher os benefícios ou rasgar e romper com tudo para reiniciar sacrifícios novos de experiências velhas com os maus resultados conhecidos.

Há lugar a alguns "emendar de mão", todos sabemos. Há lugar a melhorias e correcções, todos reconhecemos. Mas há muito bom percurso feito e muito caminho trilhado que não pode ser desperdiçado e que tem de ser levado até ao destino.

Por isso termino com uma declaração que não é novidade: - votarei no PS e convido todos que me lêem a fazer o mesmo, - e com um apelo a todos os democratas para que não deixem de votar, se entenderem noutras forças, mas não deixem de votar.
LNT
[0.600/2009]

Rastos:
USB Link ->
SIMpleX
-> Eleições2009/o Público
-> Cão como tu

Já fui feliz aqui [ DCI ]

Marsupilami
Marsupilami
LNT
[0.599/2009]

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Simplex vs. Jamais

Debate
Por iniciativa do Núcleo de Estudantes Socialistas da Faculdade de Direito de Lisboa e dos Estudantes Sociais-democratas da mesma Faculdade anunciamos o mui esperado debate


a decorrer esta 5a feira dia 24 de Setembro às 15h no Anfiteatro 6 da Faculdade de Direito de Lisboa, junto à Reitoria da Universidade de Lisboa.
LNT
[0.598/2009]

Paridade

Bloco Esquerda
Dá gosto ver aquele cartaz do BE onde estão onze homens e seis mulheres a dizer que estão prontos.

Eles lá saberão para quê estão prontos mas, pelo grafismo, parece não ser para a paridade.
LNT
[0.597/2009]

Rastos:
USB Link
->
SIMpleX

Já fui feliz aqui [ DC ]

Ostras
Ostras - Ericeira - Portugal
LNT
[0.596/2009]

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Ficheiros secretos

X FilesAdmirei-me durante todo o dia cada vez que ouvi comentadores dizerem que o assunto da espionagem de Belém ficava encerrado com a demissão do agente secreto encarregue da contra-informação e da guerra da comunicação.

Mais me admirei por constatar que quem fazia estas afirmações (de que o dossier estaria arquivado) era sempre alguém que há dois ou três dias apoiava uma teoria asfixiante digna da twillight zone e que agora gostaria de ver este ficheiro selado embora o próprio Presidente insista em manter o dossier aberto até depois das eleições.

Andamos metidos no mais pífio de todos os filmes de espionagem, numa produção miserável sem eira-nem-beira.
LNT
[0.595/2009]

Já fui feliz aqui [ DXCIX ]

Yamandu Costa e Armandinho - Apanhei-te cavaquinho - Brasil
LNT
[0.594/2009]

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

De olho

De olho no BlogEm mais uma corrente blogueira, agora de olho nos Blogs, o imprescindível Carlos Santos do o Valor das Ideias entendeu por bem distinguir este modesto estabelecimento com a atribuição do galardão "Vale a pena ficar de olho neste blog".

É uma amabilidade vinda de um dos nossos clientes mais atentos ao que se passa no mundo dos blogs e da política e por isso uma honraria para o barbeiro e colaboradoras que daqui saúdam o Carlos com um brinde e os votos para que obtenha no fim desta semana os resultados por que se tem batido tão persistentemente.

Como é regra da casa a sequência da corrente fica para altura mais oportuna remetendo para a coluna da direita o rol de elos que por aqui se apreciam.
LNT
[0.593/2009]

Rastos:
USB Link
->
o Valor das Ideias ≡ Carlos Santos

Já fui feliz aqui [ DXCVIII ]

Jardim tropical
Jardim tropical - Lisboa - Portugal
LNT
[0.592/2009]

domingo, 20 de setembro de 2009

Colaborador da Semana [ LXXXIII ]

Colaboradora LamaNão podia deixar de ser.

A colaboradora desta semana, até devido ao facto das outras estarem em campanha e não poderem ser avaliadas, é ZéZé Manola Hernandez.

Artista de muitas artes e especialista em massagem de lama vulcânica, Zézé vê-se atrapalhada para explicar o que tem pouca explicação e atabalhoar, despachando e engasgando-se, enredos que deixam a nossa clientela em êxtase.

Hernandez, luso-espanhola de sotaque jornaleiro, consegue milagres com a ponta de uma esferográfica no intervalo das twitttadas com que desfaz os nós das costas dos nossos melhores clientes, incluindo os que se espreguiçam nas secretas e os outros de que ela gosta pensar actores de filmes de espionagem.

Merece a distinção da semana.
LNT
[0.591/2009]

Rasganços e fanatismos indigentes

CruzadaJá estamos habituados ao que quer dizer "política da verdade" na linguagem da campanha de Manuela Ferreira Leite. Já o vimos na escolha de alguns deputados, já o ouvimos na manipulação das percentagens dos impostos utilizando a seu bel-prazer as taxas de uns e outros aplicadas a outros e uns impostos. Já o observámos no Programa Eleitoral do PSD onde se não fala do Serviço Nacional de Saúde para depois se vir dizer que não é referido porque não vai ser mexido embora se confesse haver intenção de o remexer.

Já estamos habituados a que as declarações xenófobas de Ferreira Leite sejam consideradas gafes e venham depois a ter de ser traduzidas em "pachequês" para limar as asfixias que contêm.

Já estamos mais que habituados ao lançamento do papão da esquerda nas rectas finais das campanhas eleitorais e vamo-nos habituando às campanhas negras despoletadas contra os adversários e seus familiares.

Dizem-nos que vale tudo, inclusive pegar no que se escreve e atribuir-lhe o que lá não está escrito, mas não vale, e veremos no próximo Domingo o que vale e o que deixa de valer.
LNT
[0.590/2009]

Rastos:
USB Link ->
Jamais ≡ Tiago Moreira Ramalho e Nuno Gouveia
-> Simplex
-> Eleições2009/o Público

O que está em causa

O que está em causa é avisar a malta.

Entre considerar, ou não, a família com o único fim de procriação;
entre considerar o direito ao divórcio, ou não;
entre considerar o direito à Interrupção Voluntária da Gravidez, ou não;
entre considerar o Serviço Nacional de Saúde, ou não;
entre Manuela Ferreira Leite ou José Sócrates;

tal como Manuel Alegre, não tenho dúvidas e sem qualquer hesitação escolho José Sócrates e para o fazer votarei no Partido Socialista.

Isto não são fretes.
São escolhas, as mesmas escolhas que já anteriormente nos fizeram escolher entre ser cidadãos de pleno direito, solidários e democratas ou cidadãos emparedados por ditaduras, burocratas e de regime totalitário.
LNT
[0.589/2009]

Rastos:
USB Link
->
Cão como tu ≡ LNT - o que está em causa

Já fui feliz aqui [ DXCVII ]

O Rei dos Leitões
o Rei dos Leitões - Mealhada - Portugal
LNT
[0.588/2009]

sábado, 19 de setembro de 2009

Água na boca

CataplanaSe numa cataplana derreter manteiga para refogar um misto de cebola picada e alho, apimentados com uma malagueta e temperados com meio pimento às tiras e boa dose de coentros, não se esqueça de acrescentar ao resultado meio copo de vinho branco e uma mão cheia de chouriço e presunto cortados as quadradinhos.

Depois só faltam as amêijoas portuguesas que abrirão neste suco com a tampa fechada, coisa de dez minutos, até ficarem aptas a serem acompanhadas de um rosé Castello d’Alba bem gelado.

Não esquecer o pão para molhar.
LNT
[0.587/2009]

Já fui feliz aqui [ DXCVI ]

Olivença
Olivença - Portugal
LNT
[0.586/2009]

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

As linhas com que nos cosemos

TijolosHá momentos da vida em que temos de decidir baseados no pragmatismo. O que se vai passar no dia 27, digam o que disserem todos os concorrentes ao Parlamento, é escolher não só os deputados para a Assembleia da República, mas também influenciar decididamente os equilíbrios na formação do próximo Governo.

O pragmatismo reside em optar por um Governo de esquerda ou um outro de direita (caracterização para simplificar) e votar de forma a contribuir para que seja impossível ter aquilo que não queremos.

No meu caso é fácil. Sou militante socialista, sei que quero um Governo de esquerda moderada e por isso irei votar no Partido Socialista. No caso de outros, por exemplo dos que sendo de esquerda não querem um Governo de maioria absoluta do PS e que pensam ter a oportunidade de protestar nas legislativas dispersando votos ou abstendo-se, convém que estejam atentos, não vá o Diabo tecê-las e Belém cerzi-las.
LNT
[0.585/2009]

Já fui feliz aqui [ DXCV ]

Cidadela
Cidadela - Cascais - Portugal
LNT
[0.584/2009]

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Simplex

SimplexSimplex pode ser muitas coisas, todas elas relacionadas com a simplificação da relação do Estado com os cidadãos.

Com este governo foi possível detectar inúmeros processos burocráticos desnecessários e acabar com eles, foi possível levantar inúmeras questões de resposta fácil e disponibilizar os esclarecimentos, foi possível melhorar tempos de resposta a inúmeras solicitações mais frequentes dos cidadãos e foi possível aperfeiçoar sistemas de relacionamento com a economia abreviando metas processuais, melhorando a qualidade de atendimento e simplificando procedimentos que permitem hoje realizar algumas tarefas em tempo reduzido.

O Simplex foi um salto na qualidade da cidadania e na modernização, eficácia e eficiência da Administração Pública, muitas das vezes através de medidas que hoje se pergunta porque nunca tinham sido implementadas no passado. Basta consultar o relatório dos 4 anos de Simplex para verificar a sua relevância, ou experimentar, por exemplo, a consulta à página do Portal do Eleitor para constatar como pode ser fácil, barata e cómoda a prestação de serviços que antes deste governo eram um calvário de burocracia.

Há ainda um longo caminho a percorrer, sabe-se, mas este é o caminho das boas ideias que é necessário manter.
LNT
[0.583/2009]

Rastos:
USB Link ->
SIMpleX ≡ Esquerda Banda Larga
-> SIMPLEX
-> Portal do Eleitor

Já fui feliz aqui [ DXCIV ]

Moliceiros
Moliceiros - Bico das Lulas - Murtosa - Portugal
LNT
[0.582/2009]

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Cão como tu

"Sacode as pulgas da consciência, rebenta as trelas do conformismo, foge dos donos que te querem açaimar.
Solta-te.
Descobre o cão que há em ti!"
Elísio Estanque, Jorge Martins, Luisa Jacobetty, Luis Moita, Luis Novaes Tito, Manuela Neto, Maria Ferraz, Maria José Gama, Nuno David, Pedro Bingre, Paulo Peixoto e Pedro Tito de Morais.
Promete.
LNT
[0.581/2009]

Rastos:
USB Link
->
Cão com tu

Balelas filosofais

O Cavaquinho sem mestreA vida é feita de imponderáveis que por seu turno nos tratam da vida. Isto, pensado e escrito, quer dizer que o nosso melhor planeamento pode sempre falhar até quando nele incluímos os planos B e C.

Não gosto de falar de destino e pouco creio na teoria de estar escrito nas estrelas um qualquer determinismo cogitado pela grande máquina cósmica. Pelo contrário. Prefiro pensar que muito do que aí vem resulta da nossa própria acção (ou inacção), dos nossos actos e da nossa capacidade de transformar ameaças em oportunidades. Quando podemos, claro.

E assim vai a filosofia e o estado d' alma desta Barbearia. Está a precisar das massagens das colaboradoras que persistem em gozar as vacanças até ao limite, é o que é.
LNT
[0.580/2009]

Já fui feliz aqui [ DXCIII ]

Choco frito
Choco frito à 8/1 - Setúbal - Portugal
LNT
[0.579/2009]

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Olhe que sim

MagritteTenho para mim que os debates políticos não se ganham nem se perdem. Julgo mesmo que esta classificação só resulta do amorfismo em que a ideologia se perdeu.

Os debates fazem-se com ideias diferentes e o que se pretende com eles, ou deveria pretender, é a passagem da mensagem política com que cada um dos actores justifica e explica as suas opções para resolução dos problemas, caso venha a ser escolhido pelo voto.

Basta que se escutem os "fiéis" para entender que o conceito de vencedor ou perdedor está intimamente ligado aos que se revêem no que cada um significa. Claro que em termos de espectáculo se podem reconhecer os melhores actores mas reduzir a política a isto é matar a política e dar razão aos abstencionistas que entendem ser tudo uma questão de formato sem consequências na sua vida futura.
LNT
[0.578/2009]