domingo, 29 de março de 2015

Já chegámos à Madeira?

EscorregaEspero bem que não, porque se já chegámos à Madeira então acabaram-se as vitórias de Pirro – como foram os últimos resultados autárquicos na pérola do atlântico – e entrámos na fase das valentes cabazadas da nova era em que os líderes partidários são apeados a meio do mandato.

Não me julguem feliz com os resultados vergonhosos obtidos pelo meu Partido coligado ao absurdo, (a coligação obteve menos 5 deputados do que em 2011) porque preferia não começar a ter razão antes do tempo, mas isto não augura nada de bom.

Pena que os simpatizantes recrutados à pressão não consigam mais do que isto e, sem querer extrapolar para o nacional o que foi regional, não consigo deixar de pensar que mais vale uma vitória de Pirro na mão do que duas derrotas a voar.
LNT
[0.170/2015]
Enviar um comentário