terça-feira, 6 de maio de 2008

Botão Barbearia[0.407/2008]
Das EscriturasApanhar papeis

O que se estranha quando se fala de jovens de 44 (quarenta e quatro) anos é que, ao mencionar tantos que com menos idade já eram homens de barba rija e exerciam cargos políticos importantes – por exemplo, António Oliveira Salazar que aos 39 (trinta e nove) anos era Ministro das Finanças e aos 43 (quarenta e três) anos se tornou Presidente do Conselho -, ainda ninguém se lembrou das Escrituras para citar que o próprio Cristo, com 33 (trinta e três) anos já estava sentado à direita do Pai.
LNT
Nota: A minha sobrinha de 18 anos diz que Passos Coelho é um cota. Vá lá a gente entender-se...

8 comentários:

Anónimo disse...

Cota, palavra de origem angolana, que significa um velho, não sei se já introduzida no acordo ortográfico, mas como não tem origem em Portugal, é cota e não quota. Não confundir com parcela, proporção, em que parece haver dupla grafia.

Penso eu, de que. Estarei enganado?

Um cliente assíduo

WR

mariadosol disse...

A sobrinha tem a fina ironia do tio ou queria dizer cota?
:)

LNT disse...

O que seria deste pobre barbeiro meio-analfabeto sem a colaboração lusófona do seu estimado cliente WR?

A corrigir de imediato o cota do texto que se não confunde com a cota dos livros.

Grato e reconhecido a V. Exª

LNT disse...

Maria do Sol

Não foi ironia, mas só ignorância.

Ela disse, não escreveu e com o acordo que por aí anda, fiquei na dúvida já esclarecida pelo meu vizinho WR.

mariadosol disse...

senhor Luís da Barbearia:
Mas tiremos partido da situação: de ir para cota o PPC não se livra o que acontece a todos e nem é mau... Se se livar de ser (só) uma quota, o sr. Luís da Barbearia também contribuíu com a sua quota-parte...mas, para o PPC atingir essa cota alta, possivelmente ainda vai ter de cotiar algumas fatiotas!
:)

Luis Serpa disse...

A digníssima sobrinha saberia a diferença entre cota e quota?

LNT disse...

Lá que ele vai ter de cotiar, vai, mas pode ser que possa surpreender muito boa gente.
:)

LNT disse...

Nem lhe pergunto, caro Luis Serpa.